OMS: vacina da Pfizer é ‘muito promissora’, mas armazenamento é dificuldade

Arquivado em: África, Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 10 de novembro de 2020 as 13:45, por: CdB

O chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta terça-feira que espera ter uma vacina contra covid-19 até o final do ano, acrescentando que uma candidata da Pfizer é “muito promissora” e outras são esperadas.

Por Redação, com Reuters – de Genebra

O chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta terça-feira que espera ter uma vacina contra covid-19 até o final do ano, acrescentando que uma candidata da Pfizer é “muito promissora” e outras são esperadas.

Matshidiso Moeti, diretora regional da OMS para a África
Matshidiso Moeti, diretora regional da OMS para a África

Matshidiso Moeti, diretora regional da OMS para a África, disse na mesma assembleia ministerial da OMS: “A notícia emocionante na segunda-feira de uma possível vacina eficaz se tornando disponível pressagia desafios significativos nas cadeias frias (de armazenamento) para os países africanos pelo tipo de vacina que é, que precisam ser considerados no suporte a ser fornecido.”

UE deve aprovar contrato de vacina

A Comissão Europeia aprovará na quarta-feira um contrato de suprimento da vacina contra covid-19 sendo desenvolvida pela Pfizer e pela BioNTech, disse a presidente do organismo, Ursula von der Leyen.

– Nesta quarta-feira autorizaremos um contrato de até 300 milhões de doses da vacina desenvolvida pela empresa alemã BioNTech e a Pfizer – disse Von der Leyen em um comunicado.

Mais cedo nesta terça-feira, um porta-voz da Comissão disse que o Executivo da União Europeia debaterá o acordo com as duas empresas, acrescentando que a decisão não está ligada ao anúncio feito pela Pfizer na segunda-feira de que testes clínicos de sua vacina experimental contra covid-19 mostraram que ela é mais de 90% eficiente.