Onda de calor atinge Espanha e Portugal com altas temperaturas

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 3 de agosto de 2018 as 14:52, por: CdB

O verão vem provocando secas e incêndios florestais em locais distantes como Reino Unido e Grécia, onde dezenas de pessoas morreram, e a Suécia alertou para incêndios florestais nesta sexta-feira

Por Redação, com Reuters – de Madri/Lisboa

Uma onda de calor na Europa tomou conta de Espanha e Portugal nesta sexta-feira, e governos ficaram em alerta por incêndios florestais, a Suíça deixou seus soldados usarem shorts e um supermercado finlandês convidou clientes para passarem a noite ao ar fresco.

Onda de calor na Europa: um refrenco no Museu Guggenheim em Bilbao

O verão vem provocando secas e incêndios florestais em locais distantes como Reino Unido e Grécia, onde dezenas de pessoas morreram, e a Suécia alertou para incêndios florestais nesta sexta-feira.

O ar quente do norte da África causou a onda de calor mais intensa desde 2003 na Península Ibérica.

A Agência de Proteção Civil de Portugal anunciou que 426 bombeiros estão apagando incêndios ou verificando alertas de incêndio no norte e no centro. Os incêndios costumam ter início no final do dia, quando está mais quente.

As temperaturas continuarão acima dos 40 graus Celsius na Espanha e em Portugal ao menos até domingo, e podem subir de 2 a 3 graus, o que pode fazê-las superar o recorde europeu de 48 graus Celsius registrado em Atenas em 1977.

Calor

Os recordes espanhol e português estão um pouco acima dos 47 graus Celsius. Em Portugal a mídia local informou que as temperaturas podem superar as do Vale da Morte, no Estado norte-americano da Califórnia, um dos locais mais quentes do planeta.

– Lisboa será uma das cidades mais quentes do mundo neste final de semana, porque são 10 da manhã agora e o clima já está quente demais – disse Ana Pascoal, faxineira de 56 anos de um restaurante de luxo.

Segundo a previsão, partes da ressequida região portuguesa do Alentejo chegarão aos 47 graus Celsius. O país está em alerta para evitar uma repetição dos piores incêndios de sua história, que ocorreram no ano passado e deixaram 114 mortos.

François Jobard, meteorologista da Météo France, disse que a massa de ar quente do norte africano pode provocar temperaturas de 45 graus Celsius na Espanha e em Portugal até sábado, e talvez até mais elevadas.

No mês passado incêndios florestais provocaram a morte de ao menos 91 pessoas na Grécia.

– Não quero dizer nada ruim, mas ontem, quando estava vendo televisão, pensei que o mesmo pode acontecer aqui, mas estou rezando para que não aconteça – disse Eva Stigliano, turista grega que está visitando Portugal pela terceira vez. “Já vim para cá no verão, mas nunca esteve tão quente.”