Onda de calor deixa mortos em Tóquio 

Arquivado em: Ásia, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 9 de agosto de 2019 as 12:45, por: CdB

 Em meio a intensa onda de calor que está atingindo o Japão, autoridades de Tóquio afirmam que 45 pessoas morreram na área metropolitana.

Por Redação, com ABr – de Tóquio

Em meio a intensa onda de calor que está atingindo o Japão, autoridades de Tóquio afirmam que 45 pessoas morreram na área metropolitana em uma semana, provavelmente em consequência da insolação e hipertermia. Segundo a polícia, as vítimas tinham entres 40 e 90 anos.

Onda de calor mata 45 pessoas em Tóquio em uma semana

A agência de notícias NHK obteve informações adicionais sobre a vida de 26 dessas pessoas. Treze eram idosos que viviam sozinhos, incluindo uma mulher na casa dos 70 que morava no distrito de Katsushika. Ela foi encontrada morta em um quarto com ar-condicionado quebrado.

Muitas vezes, as vítimas tinham pouco contato com a vizinhança, mesmo quando moravam com familiares.

Na quarta-feira, na cidade de Nishitokyo, duas mulheres de 90 e 60 anos, que seriam mãe e filha, foram encontradas mortas em um quarto com a temperatura chegando a 38 graus Celsius.

A polícia e vizinhos afirmaram que as duas tinham rejeitado a ajuda do governo local, e se recusavam a ter contato com as pessoas da comunidade.

No distrito de Suginami, um homem de 88 anos, que sofre de demência, perdeu a esposa de 83 anos que cuidava dele. Ela morreu na segunda-feira no apartamento em que viviam. Segundo relatos, eles não estavam usando o condicionador de ar.

Monte Asama

O governo do Japão pediu na quinta-feira que as pessoas mantenham distância do Monte Asama, na região central do país, em decorrência de uma leve erupção que ocorreu no vulcão na noite de quinta-feira.

A erupção aconteceu depois das 22 horas, em uma montanha localizada entre as províncias de Nagano e Gunma, levando a Agência de Meteorologia a elevar o alerta de atividade vulcânica de 1 para 3, em uma escala que vai até 5. Nenhuma nova erupção foi observada até o momento.

Autoridades da agência afirmam que a fumaça proveniente da cratera chegou a alcançar mais de 1.800 metros acima da montanha, e que grandes rochas foram lançadas a uma distância de até 200 metros da cratera. Segundo as autoridades, cinzas vulcânicas foram observadas em algumas áreas da província de Gunma.

Cinzas vulcânicas

A Agência de Meteorologia enviou técnicos ao local para investigar a situação, incluindo a distância viajada pelas cinzas vulcânicas.

A agência está mantendo o alerta no nível 3, com base na possibilidade de que uma nova erupção venha a afetar locais próximos a áreas residenciais.

Está ainda pedindo a pessoas que vivem dentro de um raio de 4 quilômetros da cratera que se mantenham alertas para a possibilidade de lançamento de grandes rochas, além de fluxos piroclásticos de gás quente, cinzas e rochas.

O governo também está alertando pessoas fora da área de 4 quilômetros para a possibilidade de ventos carregando pequenas quantidades de rochas vulcânicas e de janelas se quebrando em decorrência de vibrações causadas por uma nova erupção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *