ONU demanda cessar-fogo imediato na Síria, com apoio da Rússia

Arquivado em: África, América do Norte, América Latina, Ásia, Destaque do Dia, Europa, Mundo, Oriente Médio, Últimas Notícias
Publicado sábado, 24 de fevereiro de 2018 as 20:19, por: CdB

A tentativa de um cessar-fogo na Síria teve o apoio da Rússia, aliada de Bashar Al Assad; após uma enxurrada de negociações de última hora.

 

Por Redação, com agências internacionais – da ONU, NY-EUA

 

O Conselho de Segurança das Nações Unidas adotou uma resolução no sábado demandando uma trégua de 30 dias nos territórios sírios conflagrados. O objetivo é permitir a chegada de ajuda e retiradas médicas.

O Conselho de Segurança da ONU integra as nações mais armadas e perigosas da Terra
O Conselho de Segurança da ONU integra as nações mais armadas e perigosas da Terra. Juntas, decidem o destino de milhares de pessoas, na Síria

A medida teve o apoio da Rússia, aliada do governo de Bashar Al Assad. A concordância ocorreu após uma enxurrada de negociações de última hora. O embaixador da Rússia na ONU declarou, por sua vez, que não é possível alcançar um cessar-fogo imediato, sem acordos concretos entre as partes em conflito.

A votação vem conforme aviões de guerra atacaram a região de Ghouta. Trata-se do último ponto rebelde perto da capital síria. Os ataques ocorrem pelo sétimo dia seguido. O secretário geral nas Nações Unidas, Antonio Guterres, apelou na quarta-feira por um fim imediato das “atividades de guerra” na região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *