Operação desarticula organização criminosa de tráfico de drogas no Rio

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020 as 11:59, por: CdB

De acordo com os agentes, ainda durante a operação, um homem foi preso em flagrante, grande quantidade de drogas e materiais utilizados para o crime foram apreendidos.

Por Redação, com ACS – de Rio de Janeiro

Policiais da 129ª DP (Iguaba Grande) realizaram, na quinta-feira, uma operação para cumprir 14 mandados de prisão contra uma organização criminosa de tráfico de drogas que atua no município de Iguaba Grande. Na ação sete homens foram capturados pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas.

Na ação sete homens foram capturados pelos crimes de tráfico de drogas
Na ação sete homens foram capturados pelos crimes de tráfico de drogas

De acordo com os agentes, ainda durante a operação, um homem foi preso em flagrante, grande quantidade de drogas e materiais utilizados para o crime foram apreendidos. A operação contou com o apoio de diversas delegacias da Região dos Lagos.

Na quarta-feira, dois menores tinham sido apreendido pelos agentes, resultado da mesma investigação que apura o tráfico naquela região.

Armas

Policiais da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher de São João de Meriti (DEAM São João de Meriti) realizaram, nesta quinta-feira, em Jardim Meriti, São João de Meriti, o mandado de busca e apreensão contra um homem que tinha em sua posse uma pistola, um revólver, carregadores e munições.

O material foi apreendido e o homem responderá pelo crime de posse irregular de arma de fogo previsto no estatuto do desarmamento.

Sistema penitenciário

Agentes da 32ªDP (Taquara) realizaram, na Taquara, Zona Oeste, a captura de um homem que estava evadido do sistema penitenciário desde o final do ano passado após ter sido beneficiado com a saída temporária de final de ano.

Ele foi preso em 2017 pelo crime de porte ilegal de arma de fogo. Após as formalidades legais ele voltará ao sistema prisional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *