Operação termina com líderes de uma associação islâmica presos na França

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 2 de outubro de 2018 as 13:13, por: CdB

As autoridades francesas já tinha monitorado a associação em 2009 por discurso “antissionismo” muito violento.

Por Redação, com EFE – de Paris

Uma operação antiterrorista contra uma associação islâmica, realizada nesta terça-feira, em Grande-Synthe, cidade da França perto da fronteira com a Bélgica, terminou com a prisão de 11 pessoas, de acordo com fontes da polícia citadas pela emissora “France Info”.

Operação na França termina com 11 líderes de uma associação islâmica presos

As detenções são consequências de um grande desdobramento que contou com cerca de 200 polícias que desde às 6h (horário local, 1h de Brasília) realizaram 12 buscas na sede da associação muçulmana Centre Zahra France e nas residências de seus principais dirigentes, informou a prefeitura (delegação do governo), através de um comunicado.

– Esta operação é parte da prevenção do terrorismo – disse a prefeitura, explicando que as atividades da associação foram monitoradas pelo apoio “marcado” de seus líderes “a várias organizações terroristas e a favor de movimentos que defendem idéias contrárias aos valores da República”.

Em virtude de uma diretriz publicada nesta terça-feira no Diário Oficial, os fundos da organização foram congelados por um período de seis meses.

O Centre Zahra France é um movimento xiita fundado em 2005 que, de acordo com seu site, pretende “informar a mensagem do islã através do olhar do profeta e de sua família” e isso, entre outras coisas, através da internet, publicações, colóquios, mesas redondas, jornadas de estudos, viagens e “manifestações científicas, pedagógicas, religiosas e gnósticas”.

As autoridades francesas já tinha monitorado a associação em 2009 por discurso “antissionismo” muito violento, segundo o canal “France 3”.