Operação da Polícia Federal combate contrabando de cigarros e agrotóxicos

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 27 de março de 2019 as 13:57, por: CdB

As investigações identificaram a existência de empresas criadas especificamente para expedirem notas fiscais com objetivo de dar ares de legalidade ao transporte dos produtos contrabandeados.

Por Redação, com ABr – de Brasília

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira a Operação Contaminatus para combater uma organização criminosa especializada em contrabandear e distribuir cigarros e agrotóxicos de origem paraguaia em cinco estados.

Ação da PF combate contrabando de cigarros e agrotóxicos em cinco Estados

As investigações identificaram a existência de empresas criadas especificamente para expedirem notas fiscais com objetivo de dar ares de legalidade ao transporte dos produtos contrabandeados.

Os policiais federais estão cumprindo oito mandados de prisão preventiva e 17 de busca e apreensão em endereços em cidades dos Estados do Paraná, de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, do Pará e Tocantins.

As ordens judiciais foram expedidas pela 1ª Vara Federal de Guaíra, no Paraná. A Justiça determinou também o sequestro e indisponibilidade de bens, propriedades e contas bancárias de diversos investigados.

De acordo com a PF, o nome da operação, Contaminatus, que significa contaminado em latim, faz referência ao uso de agrotóxicos proibidos em lavouras no Brasil e ao modo de operação do grupo criminoso.

Homicídios no Estado de São Paulo

O número de homicídios dolosos, quando há intenção de matar, reduziu 10,5% no Estado de São Paulo, passando de 237 em janeiro para 212 em fevereiro, segundo estatística divulgada nesta quarta-feira pela Secretaria da Segurança Pública. Esse número é menor para o mês de fevereiro da série histórica iniciada em 2001.

As vítimas diminuíram 23%, passando de 284 no mês de janeiro para 219 pessoas em fevereiro. Em relação a fevereiro de 2018, quando foram registradas 246 mortes, houve queda de 11%.

Caíram as tentativas de assassinato de 330 em janeiro para 260 em fevereiro. No mesmo mês do ano passado, foram 265 tentativas.

O número de vítimas de latrocínio, roubo seguido de morte, reduziram de 17 em janeiro para 12 fevereiro. Em fevereiro de 2018, foram 23.

A quantidade de estupros, incluindo a vulneráveis, caiu de 1.071 em janeiro para 946 em fevereiro. Houve redução em relação a fevereiro de 2018, quando foram registrados 999 estupros.

Os roubos, incluindo crimes praticados por veículos, bancos e cargas, diminuíram de 23.032 em janeiro para 22.244 em fevereiro. No mesmo mês do ano passado, foram registrados 25.179 casos.

No mês passado, as delegacias paulistas registraram 14.799 prisões, foram recuperados 4.553 veículos e 31.324 inquéritos foram instaurados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *