Organizar Tour de France este ano é vital para o esporte, diz diretor da competição

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 15 de abril de 2020 as 12:21, por: CdB

A realização do Tour de France este ano é fundamental para o ciclismo de estrada, apesar da pandemia de coronavírus, disse o diretor da corrida, Christian Prudhomme, nesta quarta-feira.

Por Redação, com Reuters – de Paris/Washington

A realização do Tour de France este ano é fundamental para o ciclismo de estrada, apesar da pandemia de coronavírus, disse o diretor da corrida, Christian Prudhomme, nesta quarta-feira.

Atletas participam do Tour de France em Paris
Atletas participam do Tour de France em Paris

A União Internacional de Ciclismo (UCI), que governa o esporte, anunciou que o Tour, programado inicialmente para 27 de junho a 19 de julho, será realizado de 29 de agosto a 20 de setembro em meio a medidas para conter o surto de coronavírus.

– Começamos a conversar sobre adiamento com políticos locais em 18 de março, um dia após a determinação de isolamento na França – disse Prudhomme em entrevista à agência inglesa de notícias Reuters.

– Todos no mundo do ciclismo apoiaram a ideia, mesmo aqueles que normalmente não gostam de nós. Algumas equipes disseram que teriam que fechar sem o Tour em 2020. O Tour é a base do calendário revisado.

Os patrocinadores geralmente investem em equipes de ciclismo pela ampla exposição na TV e o Tour de France é um dos eventos mais assistidos no mundo, depois dos Jogos Olímpicos e da Copa do Mundo de futebol.

Sem corridas de elite antes de agosto, as equipes e os patrocinadores do ciclismo foram afetados drasticamente pelo coronoavírus, que infectou mais de 2 milhões de pessoas em todo o mundo e paralisou o mundo do esporte.

A rota do Tour permanecerá 99% inalterada com a Grand Depart de Nice e o tradicional final na Champs-Élysées em Paris.

NBA e NFL

O comissário da NBA Adam Silver, o chefe da NFL Roger Goodell e o proprietário do Dallas Mavericks Mark Cuban estão entre 14 autoridades esportivas que aconselham o governo dos Estados Unidos sobre quando retomar os eventos esportivos, disse o presidente Donald Trump na terça-feira.

A NBA suspendeu sua temporada no mês passado, quando soube que um de seus jogadores havia testado positivo para o coronavírus e outras ligas rapidamente seguiram o exemplo, interrompendo o calendário esportivo profissional.

– Temos que recuperar nossos esportes – afirmou Trump na Casa Branca.

– Estou cansado de assistir a jogos de beisebol de 14 anos atrás – disse ele em referência a eventos antigos exibidos por emissoras como a ESPN para preencher o vazio da grade de programação.

Outros representantes

Outros representantes do esporte envolvidos no comitê estão o chefe do beisebol Rob Manfred e o presidente do UFC Dana White.

Embora Silver e Manfred tenham dito que não esperam retomar os jogos imediatamente, White e o representante de luta profissional Vince McMahon têm pressionado bastante para realizar eventos durante a pandemia.

Quase 2 milhões de pessoas no mundo foram infectadas e mais de 124 mil morreram desde que a doença surgiu na China no final do ano passado, de acordo com contagem da Reuters.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *