quinta-feira, 19 de outubro de 2017 • ANO XVII • N° 6.478

2 Comments

  1. 2

    Luiz

    Caro Leonardo. Não sei a sua idade. Mas, o seu comentário me permite concluir que é de um jovem, que não conhece e nem conheceu a História de Carlos Marighella. Ouviu dizer ou só tomou conhecimento dos fatos históricos pela visão distorcida de uma imprensa parcial e comprometida com todos aqueles tristes episódios da nossa História. Mas, não quero entrar na discussão sobre os aspectos ideológicos da questão. Isso demandaria tempo e espaço que nós não temos. Não quero tratar sobre o que ocorreu na antiga União Soviética ou na China de Mao Tsé Tung. O que eu acho triste e pavoroso é que, amparado na natural discordância idológica – um direito seu, inquestionável -, passamos achar que é justificável a tortura, o assassinato e o brutal terrorismo praticado pelo Estado, este sim odioso e covarde. Nada justifica isso, mesmo admitindo, por hipótese absurda, que Marighella estivesse ideologicamente equivocado. Nada justifica o que foi feito com aquele ser humano. Nada. Por último peço-lhe o grande favor de aprimorar-se nos seus estudos de História recente do Brasil, para que você possa avaliar melhor os seus conceitos sobre certos personagens da nossa História e deixe de ser um leitor de textos veiculados por uma imprensa tristemente comprometida com tudo aquilo que de terrível ocorreu nesse nosso Brasil. Saudações

  2. 1

    Leonardo

    Se por um lado erros como esse devem sim ser investigados e punidos,que não se coloque tal erro como generalização de comportamento dos que reprimiram as esquerdas,pois um homem como Carlos Marighella bem mereceu o fim que teve,pois o que ele queria era pura e simplesmente trazer para o Brasil o terror vermelho da Rússia nos anos 20 e 30 do século passado. Se na Rússia comunista e na China de Mao-Tsé Tung tal política de “engenharia social”, ou “erradicação de insetos daninhos”, levou perto de 200 milhões de vidas,quantos inocentes não teriam sido exterminados em nossa terra !?

Os comentários estão encerrados.

Copyright 2017 - Todos os direitos reservados

%d blogueiros gostam disto: