Papa Francisco apela por uma trégua em todas as guerras durante pandemia

Arquivado em: África, América do Norte, América Latina, Ásia, Destaque do Dia, Europa, Mundo, Oriente Médio, Últimas Notícias
Publicado domingo, 29 de março de 2020 as 15:56, por: CdB

“A atual emergência pela Covid-19 não conhece fronteiras. Eu me associo a todos aqueles que acolheram esse apelo e convido a todos a dar sequência parando todo tipo de hostilidade bélica”, disse o pontífice.

Por Redação, com Ansa – de Roma
Francisco, na Hora do Angelus, pediu um momento de paz no mundo, para que todos possam lutar contra o novo coronavírus
Francisco, na Hora do Angelus, pediu um momento de paz no mundo, para que todos possam lutar contra o novo coronavírus

O papa Francisco fez um apelo neste domingo para a paralisação de todas as guerras no mundo durante o período de pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) para que seja possível abrir corredores humanitários em áreas de conflitos.

“A atual emergência pela Covid-19 não conhece fronteiras. Eu me associo a todos aqueles que acolheram esse apelo e convido a todos a dar sequência parando todo tipo de hostilidade bélica”, disse o pontífice durante o Angelus.

Laços fraternos

O apelo de Francisco se une ao pedido do secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Antonio Guterres, que fez o pedido de um cessar-fogo total e global para ajudar os mais necessitados.

Para o líder católico, além de abrir os corredores humanitários, esse é o momento de “abrir à democracia e dar atenção àqueles que estão em situação de maior vulnerabilidade”.

— Que o compromisso conjunto contra a pandemia possa fazer com que todos reconheçam a nossa necessidade de reforçar os laços fraternos como membros de uma única família humana. Em particular, suscite nos responsáveis das nações e em outras partes um renovado compromisso de superação de rivalidades. Os conflitos não são resolvidos através de guerras. É necessário superar os antagonismos e contrastes mediante o diálogo e uma construtiva busca pela paz — concluiu Francisco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *