Papa lembra fim da Primeira Guerra Mundial

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado domingo, 11 de novembro de 2018 as 12:45, por: CdB

O papa lembrou essa guerra e a qualificou como “um massacre inútil”, parafraseando seu predecessor Bento XV, cujo pontificado coincidiu com tal conflito.

Por Redação, com EFE – da Cidade do Vaticano

O papa Francisco afirmou domingo que a lembrança da Primeira Guerra Mundial deve ser “para sempre” uma “severa chamada” para “investir na paz”, enquanto em Paris é lembrado o centenário do armistício que colocou fim ao conflito.

O papa Francisco

– A página histórica do primeiro conflito mundial é para sempre uma severa chamada a rejeitar a cultura da guerra e a buscar todos os meios legítimos para pôr fim a todos os conflitos que ainda atingem muitas regiões do mundo”, disse após o Ângelus. “Parece que não aprendemos.”

O pontífice pronunciou estas palavras enquanto em Paris aproximadamente 70 chefes de Estado e de Governo lembram sob o Arco do Triunfo o centenário do armistício entre as potências aliadas e a Alemanha que pôs fim à Primeira Guerra Mundial em 1918.

O papa lembrou essa guerra e a qualificou como “um massacre inútil”, parafraseando seu predecessor Bento XV, cujo pontificado coincidiu com tal conflito.

– Digamos com força: Invistam na paz, não na guerra! – exclamou Francisco desde a janela do Palácio Apostólico diante dos fiéis que escutavam na Praça de São Pedro, depois de realizar orações pelas vítimas “daquela enorme tragédia”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *