Papa reza pela África, onde a miséria se agrava, e critica os hipócritas

Arquivado em: África, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado domingo, 7 de novembro de 2021 as 16:32, por: CdB

Antes de iniciar a oração do Angelus, na Praça de São Pedro, o papa Francisco chamou a “atenção aos hipócritas” e disse para “não basear a vida no culto da aparência, da exterioridade, do cuidado exagerado com a própria imagem”

Por Redação, com Ansa – de Roma

O papa Francisco expressou preocupação com as pessoas que vivem na região do Chifre da África e fez um apelo ao diálogo na Etiópia, abalada por um longo conflito, e pediu orações para as vítimas de uma explosão na Serra Leoa.

Papa Francisco
Durante a oração do Angelus, no Vaticano, o papa Francisco exorta os humanos a deixarem de ser hipócritas

— Acompanho com preocupação as notícias vindas da região do Corno da África, em particular da Etiópia, abalada por um conflito que já dura há mais de um ano e que tem causado inúmeras vítimas e graves crises humanitárias — afirmou o Pontífice no final da oração do Angelus neste domingo.

Francisco pediu, ainda, que “prevaleçam a harmonia fraterna e um diálogo pacífico” na região.

Nobel

A tensão na Etiópia começou a se agravar há exato um ano, quando o Exército iniciou uma ofensiva na região setentrional de Tigré, controlada pela Frente de Libertação do Povo do Tigré (TPLF), que foi dominante na política etíope até a ascensão do primeiro-ministro Abiy Ahmed, em 2018, e diz ter sido marginalizada pelo vencedor do Nobel da Paz.

Por fim, o líder da Igreja Católica direcionou também “suas orações pelas vítimas do incêndio seguido de uma explosão de combustível nos arredores de Freetown, capital de Serra Leoa”. Na véspera, uma colisão entre um veículo e um petroleiro provocou uma explosão em Wellington e deixou ao menos 99 mortos e dezenas de feridos em estado grave.

Hipócritas

Antes da oração do Angelus, Francisco chamou a “atenção aos hipócritas” e disse para “não basear a vida no culto da aparência, da exterioridade, do cuidado exagerado com a própria imagem”.

— É um aviso para todos os tempos e para todos, Igreja e sociedade: nunca aproveitem o seu próprio papel para afastar os outros, nunca ganhem pela pele dos mais fracos! E estejam alerta, para não caírem na vaidade, na obsessão pela aparência, perdendo a substância e vivendo na superficialidade — advertiu.

De acordo com o Papa, a hipocrisia é “uma doença perigosa para a alma” e, em vez de ser levado por ela, é melhor mostrar generosidade e gratidão para com os outros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code