Paraná tenta impedir reajuste de tarifas do pedágio da BR-277

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado segunda-feira, 1 de dezembro de 2003 as 12:46, por: CdB

Policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar ocuparam desde a madrugada a praça de pedágio da rodovia BR-277, entre Curitiba e Paranaguá, para impedir o reajuste das tarifas. A ocupação, determinada pelo governo do Estado, que tenta impedir o aumento, aconteceu após a decisão da Ecovia Caminho do Mar, concessionária do trecho, de prorrogar para zero hora desta terça-feira  a implantação das novas tarifas.

Segundo o diretor de Operações da Ecovia, João Lúcio, a decisão da concessionária de mudar a data do reajuste não foi causada pela presença dos policiais no local. Ele explicou que a empresa obteve uma liminar na Justiça Federal que permitia o aumento somente no final da tarde de sexta-feira e não haveria tempo hábil para avisar os usuários. E acrescentou que a decisão foi tomada cinco horas antes da ocupação da polícia e foi um gesto de respeito ao usuário.

O governador Roberto Requião informou que se não houver acordo com as concessionárias, inclusive de outras praças do Estado, a polícia assumirá o pedágio, levantará as cancelas e permitirá a passagem dos motoristas. Segundo o governo do Paraná, foram encontradas irregularidades na contabilidade das concessionárias e enquanto o caso não for esclarecido, aumentos não serão permitidos.