Três parlamentares deixam Partido Conservador de May por Brexit ‘desastroso’

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019 as 10:40, por: CdB

Os parlamentares, que há muito criticam a estratégia de May para deixar a UE, o que consideram estar sendo conduzido por conservadores eurocéticos.

Por Redação, com Reuters – de Londres

Três parlamentares favoráveis à União Europeia deixaram o Partido Conservador britânico nesta quarta-feira para se juntar a um grupo independente no Parlamento, indo contra as tentativas da primeira-ministra, Theresa May, de unir seu partido em torno dos planos para o Brexit.

Vista do Parlamento britânico em Londres

Os parlamentares, que há muito criticam a estratégia de May para deixar a UE, o que consideram estar sendo conduzido por conservadores eurocéticos, disseram, em um comunicado, que estavam se demitindo devido ao “modo desastroso com que o governo está lidando com o Brexit”.

O Reino Unido tem até a metade de março para firmar um acordo com a União Europeia, segundo fontes diplomáticas do bloco, senão será tarde demais para reunir os 29 líderes nacionais em momento posterior no mês e aprovar alguma resolução antes do prazo final do Brexit, no dia 29 de março.

– Eles têm até dia 10 de março, talvez 15, no máximo – disse um diplomata da UE, apontando que o bloco precisa de tempo para obter a aprovação na cúpula de seus líderes, prevista para 21 e 22 de março.

– Caso contrário, o Reino Unido será forçado a atrasar o Brexit ou desistir.

Outro diplomata lidando com a questão do Brexit na sede política da UE, em Bruxelas, também comentou que meados de março é um prazo adequado para chegar a um acordo, caso haja um antes do Brexit, marcado para daqui a 37 dias.

Prazo

Se o Reino Unido pedir prorrogação para saída da União Europeia, nenhum membro do bloco ficará no caminho, disse na terça-feira o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

Mas, falando em evento na cidade alemã de Stuttgart, Juncker afirmou que se a extensão durar até as eleições do Parlamento Europeu, no fim de maio, eleitores britânicos terão que votar.

Está previsto que o Reino Unido deixe a UE em 29 de março. Uma extensão do Artigo 50, que determina a data de saída, deve ter a concordância de todos os 27 Estados membros da UE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *