Parlamentares pedem que May considere planos alternativos para o Brexit

Arquivado em: Manchete, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 26 de março de 2019 as 10:04, por: CdB

May espera que os parlamentares que desejam um Brexit abrupto sem acordo se alinhem a ela agora ou arrisquem um longo adiamento, que pode resultar em uma maior proximidade entre o Reino Unido e a UE ou até mesmo na permanência no bloco.

Por Redação, com Reuters – de Londres

Parlamentares britânicos pediram à primeira-ministra Theresa May, nesta terça-feira, que considere quaisquer estratégias alternativas para o Brexit que eles possam acordar, após tentarem resolver o impasse ao assumir o controle do processo de saída da União Europeia no Parlamento.

Premiê britânica, Theresa May, fala ao Parlamento

O governo insistiu que o acordo deliberado entre May e a União Europeia em novembro, após mais de dois anos de negociação, permanece sendo o único caminho de prosseguir com a saída do Reino Unido do bloco. O acordo, no entanto, foi rejeitado duas vezes no Parlamento.

May espera que os parlamentares que desejam um Brexit abrupto sem acordo se alinhem a ela agora ou arrisquem um longo adiamento, que pode resultar em uma maior proximidade entre o Reino Unido e a UE ou até mesmo na permanência no bloco.

Na última reviravolta no drama do Brexit, os parlamentares tomaram o controle da tramitação parlamentar para colocarem em votação diversas opções para o Brexit nesta quarta-feira. Três autoridades renunciaram para desafiar o posicionamento do governo.

May respondeu dizendo que seu governo não estaria vinculado aos resultados dos chamados votos indicativos.

Entretanto, os parlamentares afirmaram que o governo deveria ouvir.

– Se o Parlamento é capaz de pensar em um caminho para avançar, a questão é se o governo está preparado para se comprometer – disse Hilary Benn, um parlamentar da oposição que preside um comitê sobre o Brexit.

Benn admitiu que o governo pode ignorar os voto indicativos e seguir os planos de May.

– Isso, de fato, é possível, mas não é justificativa para tentar, porque estamos em uma bagunça. O governo está um caos – disse.

Possibilidades a serem consideradas incluem o acordo de May, um Brexit sem acordo, outro referendo, revogar o processo de separação do Artigo 50, um tratado de livre comércio com uma união aduaneira e permanecer no mercado da UE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *