Parques do Brasil gerenciados pelo Instituto Chico Mendes recebem 10,73 milhões de visitas

Arquivado em: Arquivo CDB, Últimas Notícias, Viagens
Publicado quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018 as 12:10, por: CdB

De acordo com o estudo de competitividade no turismo do Fórum Econômico Mundial, entre 136 países avaliados, o Brasil ocupa a primeira colocação no quesito atrativos natural.

Por João Henrique

As unidades de conservação do Brasil registraram um salto de 20% no número de visitantes em 2017 na comparação com o ano anterior. Segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), 10,73 milhões de pessoas visitaram atrativos naturais, que incluem parques e reservas naturais.

Muitos destes parques podem ser visitados gratuitamente, entre eles o Parque Nacional Grande Sertão Veredas, no município de Chapada Gaúcha, no Noroeste de Minas, onde é fácil encontrar pousadas baratas em todas as estações.

De acordo com o estudo de competitividade no turismo do Fórum Econômico Mundial, entre 136 países avaliados, o Brasil ocupa a primeira colocação no quesito atrativos natural. No Brasil existem 886 unidades de conservação (UCs) federais, 729 estaduais e 147 municipais, que totalizam 1.762 áreas distribuídas em aproximadamente 1,5 milhão de quilômetros quadrados.

Para Pedro Passos, presidente do Conselho de Administração da Natura e fundador do Semeia, apesar de ter registrado aumento nas visitações das unidades de conservação, o Brasil precisa avançar muito mais. “Enquanto agora passamos dos 10 milhões de visitantes, os EUA registram mais de 300 milhões”, comentou Pedro Passos.

O Parque Nacional do Itatiaia, no Rio de Janeiro, está entre os mais visitados e com o maior número de atrações entre os que procuram atrativos naturais. Muitos turistas que visitam a unidade de conservação preferem pousadas em Penedo, distrito que pertence ao município de Itatiaia.

A foto acima é da Chapada dos Veadeiros: crédito: Embratur

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *