Partido Comunista Chinês prevê que Xi Jinping será mantido no governo

Arquivado em: Ásia, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado domingo, 25 de fevereiro de 2018 as 16:21, por: CdB

O anúncio deste domingo, realizado pela agência de notícias estatal Xinhua, forneceu poucos detalhes. Ele disse que a proposta de manter Xi Jinping foi feita pelo Comitê Central do partido, o maior de seus órgãos de elite.

 

Por Redação, com agências internacionais – de Pequim

 

O Partido Comunista da China preparou o terreno para que o presidente Xi Jinping fique no cargo indefinidamente, com uma proposta de remover uma cláusula constitucional que limita o serviço presidencial em apenas dois mandatos no cargo.

Xi Jinping, líder do Partido Comunista Chinês, é cotado para permanecer no cargo, mesmo após uma década de mandato
Xi Jinping, líder do Partido Comunista Chinês, é cotado para permanecer no cargo, mesmo após uma década de mandato

Desde que assumiu o cargo há mais de cinco anos, Xi supervisionou uma reorganização do partido, incluindo a retirada de líderes já vistos como intocáveis como parte de sua guerra popular à corrupção enraizada.

O anúncio de domingo, realizado pela agência de notícias estatal Xinhua, forneceu poucos detalhes. Ele disse que a proposta foi feita pelo Comitê Central do partido, o maior de seus órgãos de elite. A proposta também cobre a posição de vice-presidente.

Comandante

Xi, de 64 anos, é cobrado pela constituição da China a renunciar como presidente após dois mandatos de cinco anos.

Aproximando-se do final de seu primeiro mandato, ele será eleito formalmente a um segundo no encontro anual de abertura do Parlamento da China, em 5 de março.

Não há limite para seu mandato como chefe militar e do partido, ainda que a norma seja um máximo de 10 anos de mandato.

Ele iniciou seu segundo mandato como chefe do partido e do exército em outubro, ao final de um congresso do partido que acontece uma vez a cada cinco anos.

Limite

Zhang Lifan, um comentarista de história e política, afirmou que a notícia não era inesperada, e que era difícil prever exatamente quanto tempo Xi poderia ficar no poder.

— Em teoria ele pode servir mais tempo que Mugabe; mas, na realidade, ninguém tem certeza exatamente do que irá acontecer — disse Zhang. Ele se referia ao ex-presidente do Zimbábue; cujas quatro décadas no cargo acabaram em novembro. O exército e seus ex-aliados políticos atuaram para retirá-lo.

Ainda que comentários positivos preencheram a seção de comentários nas páginas dos meios de comunicação da mídia estatal; como o People’s Daily, a medida não foi bem-vinda por todos no serviço; tipo Twitter da China, o Weibo.

“Se dois mandatos não forem suficientes, então eles podem inserir um terceiro mandato, mas é preciso haver um limite. Se livrar dele não é bom!”, escreveu um usuário do Weibo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *