Com pequeno atraso, Nasa lança sonda rumo ao Sol

Arquivado em: Destaque do Dia, Energia, Tecnologia, Últimas Notícias, Universo
Publicado domingo, 12 de agosto de 2018 as 14:58, por: CdB

Após sete anos de missão, Parker Solar Probe será o veículo que chegará mais próximo do sol, uma distância de 6 milhões de quilômetros.

 

Por Redação, com Ansa – de Cabo Canaveral, FL-EUA

 

Após adiar a operação por 24h, a Agência Espacial Norte-americana (NASA) lançou na madrugada deste domingo a sonda espacial Parker Solar Probe em direção ao sol. A decolagem do foguete Delta-IV Heavy, que carregava o dispositivo, aconteceu às 3h31 (horário local) da plataforma de Cabo Canaveral, no Estado norte-americano da Flórida.

A sonda Parker Solar Probe mergulhará em diração ao Sol, após missão de sete anos
A sonda Parker Solar Probe mergulhará em diração ao Sol, após missão de sete anos

Pouco menos de uma hora após o lançamento, a Nasa confirmou que a espaçonave havia se separado com sucesso e que a sonda havia sido liberada no espaço.

A operação ocorre um dia depois de uma tentativa fracassada, quando um alarme de última hora fez a agência perder sua janela de tempo de 65 minutos.

Após sete anos de missão, Parker Solar Probe será o veículo que chegará mais próximo do sol, uma distância de 6 milhões de quilômetros, com o objetivo de mergulhar diretamente na atmosfera externa da coroa solar, onde as temperaturas atingem picos de 1377º C.

Os dados do veículo prometem desvendar mistérios de longa data sobre o comportamento do Sol que vão ajudar a detalhar o que acelera o vento solar e as partículas energéticas. A operação vai durar cerca de três meses. Esta é a primeira nave espacial a receber o nome de uma pessoa viva – o astrofísico Eugene Parker, de 91 anos, que descreveu pela primeira vez o vento solar em 1958.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *