Perdemos uma voz, perdemos um pensador solidário

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 20 de abril de 2018 as 16:07, por: CdB

Sobre o nosso pensador Paul Singer, as palavras finais do filho André reproduzem um sentimento cristalino e iluminado: “Por ter conseguido realizar o seu sonho, e vendo todos vocês aqui, tenho certeza que meu pai diria que, apesar de todas as dificuldades do momento, vai dar certo”.

 

Por Maria Fernanda Arruda – do Rio de Janeiro

 

Esta senhora, Ivone Lara, formada em enfermagem, atuou como assistente social até 1977, quando se dedicou exclusivamente ao samba. Amor que desenvolveu na casa dos tios de criação, após a prematura morte dos pais. É, o samba não pode parar, como dizia D. Ivone Lara.

Sobre o nosso pensador Paul Singer, as palavras finais do filho André em um artigo, reproduzem um sentimento cristalino e iluminado: “(…) Por ter conseguido realizar o seu sonho, e vendo todos vocês aqui, tenho certeza que meu pai diria que, apesar de todas as dificuldades do momento, vai dar certo. Que se persistirmos e continuarmos a pensar juntos vai dar certo.”
Minha homenagem a estes dois seres humanos especiais, agora eternamente presentes!

Presidenciáveis

Comecemos pelo radical moralista, Álvaro Dias, condenado por não pagar pensão a uma filha, fruto de uma relação extraconjugal. Este senador deixou de declarar R$ 6 milhões à justiça eleitoral em 2006, foi citado em delações da Lava Jato e já operava em transações com o Alberto Youssef, desde os tempos do Banestado… O que temos da exemplar Marina? Apelido desconhecido, recebeu das empreiteiras, Odebrecht e OAS, segundo as mesmas declarações premiadas que condenaram, sem provas, o ex-presidente Lula.

Maria Fernanda Arruda
Maria Fernanda Arruda é colunista do Correio do Brasil, sempre às sextas-feiras

Bolsonaro é o exemplo da menoridade do conhecimento, neste século XXI das pós-verdades, entre crimes hediondos, como o estupro, torturas, homofobia, xenofobia, em todas suas variações retrógradas. Este também apresenta sinais de riqueza inexplicáveis. E o católico Alckmin, cujo apelido no caixa 2 era “santo”, se justifica nas denúncias envolvendo desvios de merenda escolar, nos trilhos e estações de transportes, na pior crise de abastecimento de água, para citar alguns casos e delações premiadíssimas.
Cadê a ostentação do Lula vivendo

Cuba

Miguel Mario Díaz é o novo presidente do Conselho de Estado e Ministros de Cuba, eleito pela Assembleia Nacional do Poder Popular. Um complexo processo de escolha que se inicia nos locais de moradia, trabalho, educação, nas bases locais. Certamente foi uma escolha inédita por se tratar de um nome sem o sobrenome Castro.

Miguel Mario Díaz reconheceu a diversidade de sistemas políticos na AL, reafirmou que não espaço para a restauração do capitalismo em Cuba, para assim confirmar o empenho de defender e construir uma nação soberana, independente, socialista, democrática, próspera e sustentável. Em 30 minutos do discurso nenhuma alusão ao Chê. Algum indicativo para o futuro?

#Lula Livre

Curitiba se transformou na capital da resistência ao golpe; aos seus atos retrógrados. Entre eles, esta prisão injustificável sob uma ótica jurídica; política, amparada em versões desconstruídas rotineiramente, como o caso do privativo elevador inexistente. A ação de ocupação do MSTS foi deveras esclarecedor.

Enquanto isso a ocupação nas proximidades da praça Olga Benário cresce em números de militantes solidários ao ex-presidente Lula. Todos os dias temos parlamentares, intelectuais, artistas, lideranças de movimentos sociais, culturais chegando, se revesando na resistência ao golpe, aos golpes rotineiros contra este país e esta indiscutível liderança, a única capaz de unir para a retomada da transição em bases sólidas, inclusivas, sustentáveis e soberanas.

O destaque da semana certamente será o impedimento da visita do Prêmio Nobel, Adolfo Esquivel; e do teólogo, Leonardo Boff, por um judiciário se afirma totalitário e contrário aos direitos e garantias fundamentais estabelecidos pela constituição de 1988.

Apenas uma recomendação, contribuam enviando água, copo descartável e alimentos prioritariamente. Continuem enviando cartas ao ex-presidente, com um bom dia, boa tarde e boa noite Lula!

Dirceu na Folha de SP

Meditemos sobre as consultorias empresariais; em uma esquerda que espera transformar relações econômicas, sociais; culturais e políticas no país e no mundo…

Um bom final de semana solidário!

Maria Fernanda Arruda é escritora e colunista do Correio do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *