Peru irá deportar turistas que danificaram templo de Machu Picchu

Arquivado em: América Latina, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 15 de janeiro de 2020 as 13:30, por: CdB

A polícia peruana informou que vai deportar cinco turistas de Argentina, Chile, Brasil e França por envolvimento em atos que danificaram uma rocha em um muro inca de Machu Picchu.

Por Redação, com Reuters – de Lima

A polícia peruana informou na terça-feira que vai deportar cinco turistas de Argentina, Chile, Brasil e França por envolvimento em atos que danificaram uma rocha em um muro inca de Machu Picchu, em Cusco, que é considerada uma das novas maravilhas do mundo.

Cidade inca de Machu Picchu, in Cusco
Cidade inca de Machu Picchu, in Cusco

Outro cidadão argentino enfrentará um processo judicial por suposto crime de destruição de bens culturais após assumir ser um “autor direto do ataque”, afirmou a polícia.

– No momento, eles estão sujeitos às autoridades de imigração e ao Judiciário, que vão determinar qual será a pena – disse o general Víctor Patiño, chefe da 7ª Região da Polícia de Cusco, à imprensa.

Os turistas

De acordo com a polícia, os seis turistas foram presos por entrarem irregularmente em Machu Picchu e, supostamente, causar a queda de uma pedra do Templo do Sol a uma altura de seis metros. Além disso, um deles defecou em uma área de ruínas pré-hispânicas.

Machu Picchu é uma cidade de pedra construída há cerca de 500 anos pelo Império Inca que dominou essa parte do continente, do sul da Colômbia e do Equador até a área central do Chile.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *