PF combate fraudes em hospitais federais do Rio de Janeiro

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 11 de março de 2021 as 11:40, por: CdB

 

Policiais federais cumpriram nesta quinta-feira sete mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro contra suspeitos de fraudar licitações em hospitais federais da cidade.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

Policiais federais cumpriram nesta quinta-feira sete mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro contra suspeitos de fraudar licitações em hospitais federais da cidade.

Polícia Federal combate fraudes em hospitais federais do Rio

A operação Ossobuco investiga indícios de direcionamento de processo licitatório e superfaturamento em contratos firmados com empresas responsáveis pelo fornecimento de materiais de neurocirurgia e ortopedia.

Os dois hospitais sob investigação são o Hospital dos Servidores e o Instituto Nacional de Câncer (Inca).

Os contratos

Segundo a Polícia Federal, os contratos sob suspeita de irregularidades têm o valor de R$ 3,5 milhões, mas os investigados são suspeitos de movimentar mais de R$ 100 milhões em suas contas bancárias, inclusive através de saques milionários em espécie.

Os alvos são investigados pelos crimes de organização criminosa, peculato, fraudes em licitação e lavagem de dinheiro.

Roubos

Policiais da 119ª DP (Rio Bonito) prenderam, na quarta-feira, um homem pelo crime de roubo. Ele, que é apontado como autor de diversos roubos em Rio Bonito, foi capturado após monitoramento do Setor de Inteligência.

Segundo os agentes, o criminoso é investigado em mais de 10 roubos. Ele junto de seu comparsa utilizam uma motocicleta para cometer os crimes. As investigações seguem para capturar o outro criminoso.

Celulares roubados

Policiais civis da 5ª DP (Mem de Sá) prenderam em flagrante, na terça-feira, um homem acusado de receptação qualificada. Ele é proprietário de uma loja virtual que comercializa celulares roubados em um site de vendas.

Os agentes chegaram até o criminoso após uma vítima reconhecer o próprio celular em um anúncio na internet. Fingindo interesse na aquisição do aparelho, foi marcado um encontro com o vendedor em uma estação do metrô. No lugar do receptador, apareceu uma emissária com o telefone roubado.

A mulher foi conduzida à delegacia, onde afirmou desconhecer a origem do aparelho e forneceu dados do autor. Os policiais diligenciaram ao endereço indicado, onde encontraram a esposa do acusado, que também usava um celular roubado. Ela afirmou ter sido presente do marido.

Ao chegar à residência, o homem recebeu voz de prisão. Em busca realizada na casa, os policiais encontraram dois telefones roubados e diversas caixas vazias de aparelhos celulares, suspeitando-se que também sejam produtos de crimes.

As investigações seguem em andamento para identificar outros possíveis envolvidos no crime.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code