PF incinera 400 quilos de drogas apreendidas em SP

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, São Paulo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 17 de abril de 2018 as 13:14, por: CdB

Após autorização judicial, foram incineradas drogas apreendidas com passageiros ou em cargas nos recintos do aeroporto. Foram 400 quilos de cocaína, cerca de 5 mil comprimidos de ecstasy e pequenas porções de outras drogas

Por Redação, com ABr – de São Paulo:

A Polícia Federal incinerou nesta terça-feira mais de 400 quilos de drogas apreendidas no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos. Um comboio transportou as drogas até um alto-forno de uma cidade localizada no interior do estado.
 
A Polícia Federal incinerou nesta terça-feira mais de 400 quilos de drogas apreendidas no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos
 
Após autorização judicial, foram incineradas drogas apreendidas com passageiros ou em cargas nos recintos do aeroporto. Foram 400 quilos de cocaína, cerca de 5 mil comprimidos de ecstasy e pequenas porções de outras drogas.
 
A Polícia Federal apreendeu 500 quilos de drogas de 86 pessoas somente nos três primeiros meses do ano. Em 2017, 50% dos presos por tráfico de drogas nos aeroportos do Brasil foram presos em Guarulhos, e com eles foram apreendidos 67% do volume de cocaína que os traficantes tentaram enviar ao exterior por via aérea.

Cigarros contrabandeados

A Polícia Federal realizou nesta terça-feira uma operação para desarticular duas organizações criminosas em quatro Estados especializadas em contrabando de cigarros do Paraguai, com a apreensão de mais de 4 milhões de maços de cigarro.

Cerca de 200 policiais federais, além de servidores da Receita Federal e Polícia Militar (PM) de São Paulo, cumpriram 35 mandados de prisão preventiva, dois de prisão temporária, 45 de busca e apreensão e 32 de sequestro e bloqueio de bens.

As ordens estão sendo cumpridas nos estados de São Paulo (em Sorocaba, Jundiaí, Piracicaba, Várzea Paulista, Cesário Lange e na capital paulista); do Espírito Santo (em Linhares); do Paraná (em Umuarama); e de Mato Grosso do Sul (em Naviraí e Iguatemi).

Prisão

Foram feitos 17 autos de prisão em flagrante, com o apoio da Polícia Rodoviária Estadual; em que foram detidos 25 indivíduos e apreendidos 25 veículos. A Polícia Federal estima em R$ 14 milhões o prejuízo aos cofres públicos com os tributos sonegados.

Um policial militar foi preso preventivamente e encaminhado ao presídio Romão Gomes na capital paulista. A PM, que vinha acompanhando os trabalhos, participou da detenção do integrante da corporação.

O nome da Operação (Homônimo) decorre do fato de que, coincidentemente; os chefes das duas organizações criminosas investigadas são conhecidos pelo mesmo nome, embora não sejam seus nomes reais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *