PF deflagra operação contra garimpo ilegal no Amapá

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 1 de outubro de 2018 as 11:47, por: CdB

Os policiais verificaram em uma área de desmatamento ilegal, trabalhadores em condição análoga a de escravo e extração ilegal de ouro.

Por Redação, com ABr – de Brasília

A Polícia Federal (PF) desmontou nesta segunda-feira uma organização criminosa que atuava na extração ilegal de recursos minerais no município de Tartarugalzinho, no Amapá. A Operação Falsino foi deflagrada a partir de denúncia de atividade irregular no garimpo Falsino.

Polícia Federal deflagra operação contra garimpo ilegal no Amapá

Segundo a PF, foi apurado que o garimpo extraia o minério tantalita fora da área autorizada pelos órgãos competentes. A tantalita tem em sua composição nióbio e tântalo, muito usados na indústria eletrônica por causa de sua resistência ao calor.

Os policiais verificaram em uma área de desmatamento ilegal, trabalhadores em condição análoga a de escravo e extração ilegal de ouro.

– Com base em laudo pericial, foi sequestrado em desfavor de empresa que agia como receptora do minério ilegal extraído, um montante de mais de R$ 3 milhões para recuperação da área degradada – diz  nota da Polícia Federal.

Mais de 20 policiais federais participaram da operação. Eles cumpriram três mandados de prisão temporária e dois de busca e apreensão em Macapá e no local do garimpo.

A Justiça determinou ainda a destruição do maquinário fora da área autorizada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *