PF tem nova fase de operação contra pornografia infantojuvenil no Ceará

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 3 de julho de 2020 as 13:36, por: CdB

 

A posse e a divulgação de imagens ou vídeos de pornografia infantojuvenil pela Internet foram alvo, na manhã desta sexta-feira, de mais uma fase da Operação Arquivo Proibido, da Polícia Federal, em Forteleza (CE). 

Por Redação, com ABr – de Brasília

A posse e a divulgação de imagens ou vídeos de pornografia infantojuvenil pela Internet foram alvo, na manhã desta sexta-feira, de mais uma fase da Operação Arquivo Proibido, da Polícia Federal, em Forteleza (CE). 

Policiais apreendem mídias, HD´s e telefone celular
Policiais apreendem mídias, HD´s e telefone celular

Em cumprimento a um mandado de busca e apreensão, expedido pela Justiça Federal do Ceará, os policiais apreenderam mídias, HD´s (disco rígido) e telefone celular. O material será  periciado pela PF.

Estatuto da Criança e Adolescente

Na ação desta sexta-feira, não houve prisão em flagrante. O investigado, que não teve a identidade revelada, poderá responder pelos crimes de posse e/ou compartilhamento de arquivos de pornografia infantojuvenil, com penas previstas no Estatuto da Criança e Adolescente (ECA ), que variam de um a seis anos de reclusão.

Este ano, a Polícia Federal no Ceará cumpriu 14 mandados de busca e apreensão no âmbito da Operação Arquivo Proibido, iniciada em agosto de 2019, para desarticular esquema de posse e/ou distribuição via Internet de arquivos pornográficos contendo imagens de crianças e adolescentes.

Crimes fronteiriços

O Ministério da Justiça e Segurança Pública prorrogou por mais 180 dias o emprego da Força Nacional em Mato Grosso do Sul em ações de combate à criminalidade organizada. Segundo o ministério, o grupo atuará principalmente em ações integradas de combate a crimes praticados nas áreas de fronteira, no âmbito do Programa Vigia, criado com o objetivo de blindar o país da entrada de armas, drogas e produtos contrabandeados.

Entre maio de 2019 e junho de 2020, o Vigia já resultou na apreensão de mais de 353 toneladas de drogas e apreendeu mais de 6 milhões de maços de cigarros. Com isso, o MJ estima ter causado prejuízo de mais de R$ 1 bilhão aos criminosos.

Com a publicação da portaria, a presença da Força Nacional está autorizada até o dia 29 de dezembro “para atuar em ações de Polícia Judiciária no combate à criminalidade organizada no estado”. O contingente a ser disponibilizado seguirá planejamento do MJ, por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code