Placas contra abandono de animais em estradas são instaladas na RJ–125

Arquivado em: Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 16 de dezembro de 2021 as 13:31, por: CdB

A ideia é coibir maus-tratos e o abandono de animais nas estradas. Desta vez, 12 placas com alertas foram instaladas na RJ-125, num trecho que vai de Seropédica a Miguel Pereira. Na primeira etapa, as mensagens foram espalhadas na RJ-124, mais conhecida como Via Lagos.

Por Redação, com ACS – de Rio de Janeiro

A Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, que é responsável por políticas públicas de Proteção e Bem-Estar Animal (RJPet), deu início nesta semana à segunda etapa de campanha educativa em rodovias que cortam o Estado.

“Abandono de animais é crime”

A ideia é coibir maus-tratos e o abandono de animais nas estradas. Desta vez, 12 placas com alertas foram instaladas na RJ-125, num trecho que vai de Seropédica a Miguel Pereira. Na primeira etapa, as mensagens foram espalhadas na RJ-124, mais conhecida como Via Lagos.

Margens das rodovias

Com frases como “Abandono de animais é crime”, as placas têm como objetivo, entre outras coisas,  evitar que bichos sejam abandonados às margens das rodovias, além de incentivar a adoção.

– Essa é uma ação para as pessoas entenderem que maus-tratos é crime. E também porque algumas estradas têm registrado grande número de abandonos. Por isso, nós tivemos encontros com as polícias Rodoviária Federal, Civil e Militar, para atuarmos com rigor em casos de abandono de animais em estradas – disse o secretário de Agricultura, Marcelo Queiroz.

Dados do IBGE e do Instituto Pet Brasil, de agosto do ano passado, apontaram que o Estado do Rio tinha cerca de 3,4 milhões de animais abandonados. Com a pandemia, estima-se que houve um aumento de cerca de 40% nos casos de abandono.

– É importante ressaltar que a lei de proteção animal está mais rigorosa, com pena de até cinco anos de reclusão – acrescentou Queiroz, destacando que a intenção é instalar placas educativas em todas as estradas do Estado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code