PM faz operação em busca de assassinos de policial na Cidade de Deus

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 3 de maio de 2018 as 11:52, por: CdB

O capitão Contreiras tinha 36 anos, estava na corporação desde 2002, era lotado no 18º batalhão da Polícia Militar (Jacarepaguá) e deixa esposa

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro:

A Linha Amarela, via expressa que liga Barra da Tijuca a Ilha do Fundão ficou fechada nos dois sentidos devido a uma operação policial na Cidade de Deus, no outro extremo da cidade. A ação da Polícia Militar (PM) é para identificar e prender os assassinos do capitão Stefan Cruz Contreiras ocorrida na manhã desta quinta-feira em Jacarepaguá.

PM faz operação em busca de assassinos de policial na Cidade de Deus

O oficial foi morto quando se dirigia para o serviço. Ele trafegava em sua moto pela Avenida Geremário Dantas, altura da Estrada do Capenha, no bairro Pechincha, quando foi abordado por criminosos em uma moto durante tentativa de roubo. Houve confronto e o policial foi ferido, mas não resistiu e morreu no local. Contreiras era do serviço reservado do batalhão da PM de Jacarepaguá. 

Violência

O capitão Contreiras tinha 36 anos, estava na corporação desde 2002; era lotado no 18º batalhão da Polícia Militar (Jacarepaguá) e deixa esposa. O oficial não tinha filhos. Com a morte do oficial sobe para 39 o número de policiais militares mortos deste o início do ano.

A medida deu um verdadeitro nó no trânsito em Jacarepaguá. Além disso, outra via expressa, Grajaú-Jacarepaguá também está fechada nos dois sentidos; devido a outra operação da PM no Complexo do Lins contra o roubo de cargas e de veículos na região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *