Polícia procura agressores por ataque ‘xenófobo’ a imigrante na Alemanha

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 30 de agosto de 2018 as 11:31, por: CdB

O imigrante, que a polícia não identificou, caminhava para sua casa em Wismar, cidade às margens do Mar Báltico, quando os agressores o pararam e começaram a insultá-lo em alemão usando termos xenófobos

Por Redação, com Reuters – de Berlim

Três agressores espancaram violentamente um imigrante de 20 anos em uma cidade do leste da Alemanha na noite de quarta-feira, informou a polícia, na esteira de um caso de esfaqueamento que provocou dois dias de protestos violentos anti-imigração em outra parte do país.

Policiais alemães durante protesto em Dresden

O imigrante, que a polícia não identificou, caminhava para sua casa em Wismar, cidade às margens do Mar Báltico, quando os agressores o pararam e começaram a insultá-lo em alemão usando termos xenófobos. Depois dois o esmurraram no rosto e o terceiro o atingiu no ombro e nas costelas com uma corrente de ferro, disse a polícia.

Em seguida eles o chutaram no chão, deixando o imigrante com um braço quebrado e ferimentos no rosto e no torso. A polícia, que não deu detalhes sobre a etnia da vítima, pediu que testemunhas se manifestem.

O incidente ocorreu dias depois de protestos violentos em Chemnitz, cidade do leste, desencadeados pela morte por esfaqueamento de um alemão na localidade. Um iraquiano e um sírio foram presos por sua ligação com o crime.

O ataque em Chemnitz e as manifestações subsequentes expuseram as divisões profundas surgidas na sociedade alemã em resultado da decisão tomada pela chanceler Angela Merkel em 2015 de abrir as portas para mais de um milhão de imigrantes, a maioria muçulmanos fugindo de conflitos no Oriente Médio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *