Polícia da Alemanha prende britânico suspeito de espionar para a Rússia

Arquivado em: Ásia, Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 11 de agosto de 2021 as 12:57, por: CdB

A embaixada da Rússia em Berlim se recusou a comentar. “A embaixada russa na Alemanha não tem atualmente nenhuma informação oficial do lado alemão sobre o assunto”, disse a representação diplomática. “A embaixada não comenta notícias da imprensa.”

Por Redação, com DW – de Berlim

A polícia alemã prendeu um cidadão britânico suspeito de espionar para o serviço de inteligência russo em troca de dinheiro. O suspeito, identificado apenas como David S., de acordo com as leis de privacidade da Alemanha, trabalhava na embaixada do Reino Unido em Berlim, segundo informação de promotores alemães nesta quarta-feira.

A embaixada britânica em Berlim está localizada a uma curta caminhada de 250 metros da embaixada russa

Autoridades prenderam o homem de 57 anos na cidade vizinha de Potsdam por supostamente encaminhar, desde novembro de 2020, documentos ao serviço de inteligência russo. A casa e o local de trabalho do suspeito foram revistados após a detenção.

– Em pelo menos uma ocasião, ele repassou documentos que obteve no curso de suas atividades profissionais a um representante de um serviço de inteligência russo – disse a Procuradoria-Geral da Alemanha em comunicado. “O acusado recebeu dinheiro em uma quantia ainda desconhecida em troca do repasse de informações.”

Segundo o portal de notícias alemão Focus Online, o acusado teria fornecido aos russos documentos que contêm informações sobre contraterrorismo.

Uma fonte especialista em segurança ocidental relatou à agência inglesa de notícias Reuters que a motivação do britânico era provavelmente apenas dinheiro. O suspeito ocupava um cargo local e não tinha acesso a material altamente confidencial.

Segundo a mesma fonte, o serviço britânico de contrainteligência MI5 esteve envolvido na captura.

O comando de contraterrorismo da Polícia Metropolitana de Londres confirmou a prisão do suspeito em 10 de agosto em conjunto com a Polícia Criminal alemã.

– O homem foi preso na área de Berlim sob suspeita de cometer crimes relacionados ao envolvimento em ‘atividade de agente de inteligência’ (segundo a lei alemã) – disse a Scotland Yard em comunicado. “A primazia da investigação permanece com as autoridades alemãs.”

Rússia não comenta

O Serviço Federal de Segurança (FSB, sucessor da KGB) e o Serviço de Inteligência Estrangeiro (SVR) da Rússia não reagiram aos pedidos de comentários.

Já a embaixada da Rússia em Berlim se recusou a comentar. “A embaixada russa na Alemanha não tem atualmente nenhuma informação oficial do lado alemão sobre o assunto”, disse a representação diplomática. “A embaixada não comenta notícias da imprensa.”

A embaixada britânica em Berlim está localizada no quarteirão ao lado do icônico Portão de Brandemburgo, a uma curta caminhada de 250 metros da embaixada russa, que fica na famosa avenida Unter den Linden.

Acusações contra Rússia e China

Chefes de espionagem britânicos afirmam que a China e a Rússia têm tentado roubar dados comercialmente sensíveis e propriedade intelectual de outros países, assim como interferir na política. Além disso, agentes russos também são acusados de realizar um ataque contra o ex-espião russo Serguei Skripal em solo britânico em 2018.

Pequim e Moscou alegam que o Ocidente está dominado por uma paranoia de conspirações. Tanto a Rússia quanto a China negam intromissão no exterior, roubo de tecnologia, ataques cibernéticos ou tentativas de semear discórdia.

A detenção do suspeito britânico revive a memória sombria da espionagem praticada durante a Guerra Fria, um período em que o agente duplo Kim Philby e outros membros de um grupo de espiões britânicos conhecido como “Cambridge Five” passavam informações para a então União Soviética.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code