Polícia apreende 670 quilos de maconha em comunidade do Rio

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 2 de janeiro de 2018 as 14:53, por: CdB

De acordo com a PM, em outra localidade do Jacarezinho “uma carga considerável de crack e cocaína” que ainda será contabilizada foi achada

Por Redação, com agências de notícias do Rio de Janeiro:

Policiais militares do Batalhão de Operação com Cães apreenderam 670 quilos de maconha em diferentes pontos na comunidade do Jacarezinho, na Zona Norte do Rio de Janeiro,  em operação nesta terça-feira. Este é o segundo dia consecutivo de operações na favela.

PM do Rio apreende 670 quilos de maconha no Jacarezinho

Segundo a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, os agentes descobriram; com a ajuda de cães; em uma localidade no Jacarezinho um pouco mais de 500 quilos (meia tonelada) de maconha e um fuzil M-16 (primeiro apreendido pela PM em 2018).

Em uma residência abandonada, foram encontrados cerca de 20 quilos de maconha. A droga estava escondida em um fundo falso da casa. Em outro ponto da comunidade; os policiais encontraram mais 20 quilos maconha.

Segundo a PM, em mais uma ação de vasculhamento, os militares apreenderam cerca 30 quilos de maconha em tabletes. Em continuidade à operação pela comunidade; mais de 100 quilos de maconha em tabletes também foram encontrados.

De acordo com a PM, em outra localidade do Jacarezinho “uma carga considerável de crack e cocaína”; que ainda será contabilizada foi achada. Segundo a polícia, a ocorrência ainda está em andamento.

Na segunda-feira, um policial militar foi baleado, no início da manhã, na favela. O agente, que não foi identificado pela Polícia Militar; foi encaminhado para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, e passa bem.

Operação Lapa Presente

Há 4 anos a Lapa, um dos bairros mais boêmios do Rio de Janeiro, recebia o reforço no patrulhamento da Operação Lapa Presente. Iniciada em 1º de janeiro de 2014, a ação prendeu em flagrante 5.473, destas 547 por roubo e furto, e capturou 672 foragidos da Justiça.

Segundo levantamento feito com base nos registros da 5ª DP (Mem de Sá), no primeiro quadrimestre de 2017 houve redução de 56% no roubo a pedestre e de 49% no furto a pedestre, comparado ao mesmo período do ano anterior. No segundo quadrimestre a redução de crimes de furto a pedestre chegou a 76% no horário e na área de atuação da Operação.

Para o major Leonardo Laureano, coordenador da Lapa Presente, os bons resultados do projeto, que foi inspiração para as Operações Segurança Presente, no Méier, Aterro do Flamengo, Lagoa Rodrigo de Freitas e Centro, trouxe grandes mudanças para a região.

– Desde 2014, através de muito esforço e trabalho integrado de nossas forças, conseguimos reduzir o índice de criminalidade, contribuindo para devolver a segurança na Lapa, que é um dos destinos mais procurados por turistas. Todo esse resultado é motivo de muito orgulho para nós. Vamos continuar trabalhando por números ainda mais expressivos – afirmou o coordenador.

A ação conta com policiais militares e agentes civis que circulam pela região a pé; de bicicleta e ou de viatura, garantindo a segurança da região. Com apoio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social; as assistentes sociais da Operação realizaram mais de 37 mil ações de acolhimento a moradores de rua.

Os agentes

Os agentes atuam de domingo a quinta-feira, de 19h às 3h, e às sextas-feiras e sábados, de 21h30 às 5h30. Neste verão, a Lapa conta com 1 hora a mais de operação as sextas e sábados; dias de maior movimento, atuando até as 6h30.

A ação conta com o apoio das polícias Civil e Militar, da Secretaria Municipal de Ordem Pública; Guarda Municipal, Comlurb, Secretaria Municipal de Conservação; Rio Luz e da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. Denúncias e informações que colaborem com o trabalho dos agentes podem ser feitas através do Disque-Lapa: 99308-3041.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *