Polícia apreende cocaína escondida em saco de ração de cachorro

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 4 de novembro de 2019 as 13:54, por: CdB

Policiais militares apreenderam, 1.490 pinos de cocaína dentro de um saco de ração para cachorro.

Por Redação, com ACS – de Rio de Janeiro

Em uma ação conjunta policiais da 107ª DP (Paraíba do Sul) e policiais militares apreenderam na noite de domingo, 1.490 pinos de cocaína dentro de um saco de ração para cachorro.

A droga foi encontrada na localidade conhecida “Jaqueira”, que fica na subida do bairro Jatobá
A droga foi encontrada na localidade conhecida “Jaqueira”, que fica na subida do bairro Jatobá

A droga foi encontrada na localidade conhecida “Jaqueira”, que fica na subida do bairro Jatobá. No local também havia uma caneta azul, e os agentes suspeitam que ela era usada para fazer a contabilização do material.

As investigações que culminaram com a operação “Caneta Azul” começaram em setembro desse ano quando um casal foi preso na rodovia BR 040, na altura de Petrópolis.

O casal agia com “mula” do tráfico. Na ocasião eles estavam em um carro trazendo 1,9 mil pinos de cocaína com etiquetas do personagem “Pânico”, da favela Parque União (Rio de Janeiro) para a cidade Paraíba do Sul.

A partir desta apreensão a investigação identificou em qual localidade seria escondida aquelas cargas de entorpecentes. Os agentes então aguardaram a vinda de uma nova remessa de drogas para o município, para que assim pudessem identificar o ponto exato que estava sendo usado como depósito para o tráfico de drogas.

A operação contou com participação de cerca de 15 policiais civis e militares que se dirigiram ao local e, após várias buscas, chegaram até um imóvel em construção onde a droga estava escondida.

Maconha

Duas operações, da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), resultaram na apreensão de 2 toneladas de maconha e 40 quilos de cocaína, em pontos distintos da BR-116, no trecho fluminense da Rodovia Presidente Dutra.

A apreensão de maconha foi realizada pela PF no domingo, próximo a um posto da PRF em Barra do Piraí. A droga estava escondida em um caminhão que transportava farinha e seria levada para uma comunidade em Acari, zona norte do Rio. Também foram encontrados 18 carregadores de fuzil AR 15. O motorista foi preso em flagrante por tráfico de drogas.

Na outra ação, na noite de sábado, a PRF apreendeu 41 quilos de cocaína, no município de Seropédica, região metropolitana do Rio. A droga, dividida em 40 tabletes, estava escondida em um compartimento sob o assoalho de um veículo.

O motorista foi preso em flagrante por tráfico de drogas. Ele informou que receberia R$ 10 mil pelo transporte, da cidade de São Paulo até uma comunidade da capital fluminense.

Operação

A Secretaria de Estado de Polícia Civil (Sepol), por meio da Delegacia de Atendimento Policial do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (DAIRJ), realiza na manhã desta segunda-feira a, operação “VEXO”, com o objetivo de identificar e prender motoristas de aplicativo de transporte particular que utilizam perfis falsos para captação de passageiros, incorrendo no crime de falsidade ideológica.

Falsidade ideológica é o uso deliberado de informações de identificação de outra pessoa como método para ganhos financeiros e outros benefícios em nome de outra pessoa.

As investigações tiveram início em julho deste ano, na qual os agentes da especializada, com o auxílio de informações prestadas pelas empresas de aplicativo, conseguiram identificar 10 perfis falsos.

Durante a ação, a especializada interditou algumas entradas do Aeroporto Internacional do RJ, após obter a informação que outros motoristas estavam incorrendo no mesmo crime.

Mais de 100 motoristas e veículos foram revistados e pesquisados, sendo que até o momento duas pessoas foram presas em flagrante e outras duas foram conduzidas para prestar esclarecimentos já que possuem anotações criminais graves, fato que será comunicado as empresas de aplicativos.