Polícia Civil prende milicianos acusados de extorsão no Rio

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 30 de abril de 2021 as 11:36, por: CdB

A dupla atuava no bairro de Bonsucesso, na Zona Norte da capital, obrigando os empresários e moradores a pagarem por uma “taxa de segurança” para não serem roubados. A ação faz parte da Força-Tarefa de combate às milícias.

Por Redação, com ACS – do Rio de Janeiro

Agentes da Delegacia de Polícia Interestadual, Divisão de Capturas (DC-Polinter) prenderam em flagrante, na quinta-feira, dois homens pelos crimes de milícia privada e de porte de arma de fogo de uso proibido. A dupla atuava no bairro de Bonsucesso, na Zona Norte da capital, obrigando os empresários e moradores a pagarem por uma “taxa de segurança” para não serem roubados.

As investigações seguem em andamento para a identificação e prisão de outros envolvidos

A ação faz parte da Força-Tarefa de combate às milícias, que reúne unidades do Departamento-Geral de Polícia Especializada (DGPE).

De acordo com as investigações, um indivíduo, conhecido como Geronimo, seria o responsável pela implantação de uma organização criminosa naquela localidade. Ele é apontado como a pessoa que faz contato com os comerciantes e moradores, exigindo o pagamento mensal, e que realiza o pagamento aos criminosos presos.

Com os dois milicianos foi apreendida uma pistola com carregador alongado, que era utilizada por ambos em revezamento nos turnos da segurança na área. Os agentes apreenderam, ainda, dois coldres e uma arma de choque. Um dos presos confessou que se passava por policial para impor mais medo aos moradores e comerciantes do local.

As investigações seguem em andamento para a identificação e prisão de outros envolvidos.

Homem acusado de homicídio

Policiais civis da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) prenderam, na quarta-feira,um ex-policial militar em cumprimento a mandado de prisão condenatória, expedido pela Justiça, pelo crime de homicídio.

Segundo as informações,ele é acusado de matar Erisson Santos de Oliveira, crime praticado no dia 29 de junho de 2006. A vítima foi morta em sua residência, situada na Rua Amaro Ferreira, no Morro da Força, no bairro Porto do Rosa, em São Gonçalo.

Os agentes da especializada localizaram o ex-PM em sua casa, na Rua Genserico José da Silva, Amendoeira, em São Gonçalo.

Após os procedimentos de praxe, o preso foi encaminhado para a SEAP, onde ficará à disposição da Justiça.

Traficante

Policiais civis da 101ª DP (Pinheiral) prenderam, na quinta-feira, um homem acusado de tentar matar a própria companheira. Ele foi localizado em uma residência na zona industrial do município de Porto Real, após trabalho de inteligência e monitoramento. Surpreendido com o cerco, o autor não resistiu à prisão.

De acordo com investigações da 101ª DP, o homem era integrante de uma facção criminosa na cidade de Pinheiral. Ele teria deixado a organização após entrar em conflito com outro criminoso por conta de seu relacionamento com a vítima. O indivíduo possui extensa ficha criminal por crimes como homicídio, tráfico de drogas e roubo.

A tentativa de feminicídio ocorreu em agosto de 2020. Na ocasião, a vítima, após ter tentado se separar do companheiro, foi surpreendida por ele em via pública e coagida a entrar em um carro. Em momento seguinte, o criminoso ordenou que ela saísse do veículo e efetuou diversos disparos de arma de fogo contra ela. O homem ainda conferiu os sinais vitais da vítima e, acreditando que ela estava morta, deixou o local.

A principal motivação do crime teria sido o ciúme do autor para com a vítima, por conta de seu envolvimento anterior com outro traficante, com quem teve uma filha. Contra ele, foram cumpridos dois mandados de prisão, sendo um pelo homicídio tentado.