Polícia confisca patrimônio de mais de R$ 100 milhões em operação contra organização de tráfico de drogas

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 22 de novembro de 2018 as 11:57, por: CdB

A chamada operação Sem Saída é decorrente da operação Spectrum, que prendeu Rocha em julho deste ano, na época um dos traficantes mais procurados na América do Sul.

Por Redação, com Reuters – de Brasília

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira operação para coletar evidências contra a organização criminosa comandada pelo traficante Luiz Carlos da Rocha, conhecido como “Cabeça Branca”, com previsão de confiscar patrimônio avaliado em mais de R$ 100 milhões, informou a PF em nota.

Policial Federal durante operação em São Paulo

A chamada operação Sem Saída é decorrente da operação Spectrum, que prendeu Rocha em julho deste ano, na época um dos traficantes mais procurados na América do Sul.

Como parte da operação desta quinta-feira, cerca de 100 policiais cumpriram 4 mandados de prisão e 14 de busca e apreensão nos Estados do Paraná e Mato Grosso com o objetivo de reunir “elementos probatórios da prática dos crimes de lavagem de dinheiro, contra o sistema financeiro nacional, organização criminosa, associação para o tráfico internacional de drogas, dentre outros delitos”, informou a PF.

Até o momento, ações decorrentes da operação Spectrum já confiscaram aproximadamente R$ 500 milhões em patrimônio da organização criminosa de Rocha apenas em solo brasileiro, segundo a Polícia Federal.

– Somente nesta Operação Sem Saída, o patrimônio arrecadado será de mais de R$ 100 milhões, considerando que somente em fazenda são mais de 11 mil hectares – disse a PF em nota.

Por meio de cooperação com a Polícia Federal e a Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai, as ações também encerraram 41 empresas, apreenderam 42 mil cabeças de gado e confiscaram 31 fazendas em solo paraguaio, segundo a PF.

– Registramos tratar-se da maior operação da história da Polícia Federal na desarticulação patrimonial de organização criminosa com atuação no tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro – afirmou a PF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *