Polícia cumpre mandados de prisão em operação que envolve senador pelo AM

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 19 de julho de 2019 as 12:22, por: CdB

A PF disse que um senador, que não foi identificado pela corporação, é suspeito de recebimento de vantagens indevidas.

Por Redação, com Reuters – de Brasília

A Polícia Federal no Amazonas lançou operação nesta sexta-feira para prender nove suspeitos de corrupção e lavagem de dinheiro no âmbito de uma investigação que envolve um atual senador que foi governador do Estado, informou a PF.

A Polícia Federal no Amazonas lançou operação nesta sexta-feira para prender nove suspeitos de corrupção

A chamada operação Vertex é uma nova fase da operação Maus Caminhos, que teve entre os alvos principais o empresário Murad Aziz, irmão do senador e ex-governador do Amazonas Omar Aziz (PSD), de acordo com a Polícia Federal e o Ministério Público Federal.

A PF disse que um senador, que não foi identificado pela corporação, é suspeito de recebimento de vantagens indevidas.

As vantagens

“Entre as vantagens indevidas de que se tem suspeita, teria havido entregas de dinheiro em espécie ou por meio de negócios simulados ou superfaturados, a fim de ocultar a entrega de dinheiro dissimulado por meio de contratos de aluguel e de compra e venda”, disse a PF em comunicado.

O gabinete de Omar Aziz no Senado não respondeu de imediato a um pedido de comentário da agência inglesa de notícias Reuters sobre a operação

Segundo a Polícia Federal, a investigação foi desmembrada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) devido ao envolvimento de um senador, que poderia ter direito a foro privilegiado na corte.

No entanto, em razão de entendimento do Supremo de que foro por prerrogativa de função conferido a deputados federais e senadores se aplica apenas a crimes cometidos no exercício do cargo e em razão das funções a ele relacionadas, o ministro Dias Toffoli determinou a remessa da investigação à primeira instância, o que levou a retomada das investigações em janeiro de 2019.

Maus Caminhos

A operação Maus Caminhos, deflagrada inicialmente em 2016, investiga desvios de recursos públicos por meio de contratos milionários fraudulentos firmados com o governo do Estado do Amazonas, em especial na área de saúde.

A ação desta sexta-feira visa o cumprimento de 9 mandados de prisão temporária, 15 mandados de busca e apreensão, 18 mandados de bloqueios de contas de pessoas físicas e jurídicas (aproximadamente R$ 92,5 milhões) e 7 mandados de sequestro de bens móveis e imóveis, de acordo com a PF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *