Polícia deflagra ação contra acusados de roubo e receptação de celulares em Magé

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 11 de maio de 2021 as 13:23, por: CdB

 

Policiais civis deflagram, nesta terça-feira, a “Operação Mercado Clandestino” para reprimir o roubo, furto e receptação qualificada de telefones celulares no município de Magé e outros municípios da Baixada Fluminense. 

Por Redação, com ACS – do Rio de Janeiro

Policiais civis da 66ª DP (Piabetá) deflagram, nesta terça-feira, a “Operação Mercado Clandestino” para reprimir o roubo, furto e receptação qualificada de telefones celulares no município de Magé e outros municípios da Baixada Fluminense. Na casa de um dos integrantes da quadrilha, no bairro Mauá, os agentes apreenderam diversos aparelhos.

Polícia Civil deflagra operação contra acusados de roubo, furto e receptação de celulares em Magé

Em janeiro deste ano, uma vítima teve seu aparelho subtraído e verificou dias depois que o mesmo estava sendo comercializado em redes sociais de lojas de marketplace da região. Os agentes realizaram diligências e recuperaram o celular após marcar encontro com a vendedora, que foi abordada pelos policiais civis.

De posse do telefone, a equipe da 66ª DP realizou um trabalho de inteligência e investigação para identificar os receptadores e desbaratar o esquema criminoso. Os agentes verificaram que os receptadores comercializavam os aparelhos em canais de marketplace nas redes sociais e por meio de grupos de aplicativos de mensagens em Magé e municípios vizinhos.

Os criminosos também mantinham um ponto de venda para comercialização de celulares no comércio da Uruguaiana, no Centro do Rio de Janeiro.

Os indiciados já possuem passagens pelos crimes de estelionato e furto de aparelhos telefônicos.

Município de Tanguá

Policiais civis da Delegacia do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (DAIRJ) prenderam, na segunda-feira, um homem condenado por receptação. Ele foi localizado e detido no bairro do Pinhão, no município de Tanguá, após ações de inteligência e monitoramento.

De acordo com os agentes da especializada, a condenação do autor teve com base em uma investigação da 71ª DP (Itaboraí), iniciada em 2012, após ele ser preso em flagrante de posse de um veiculo roubado.

Ele foi encaminhado para o sistema prisional e ficará à disposição da Justiça.

Morte de delegado

Agentes do 2º Departamento de Polícia de Área (DPA) da Capital e da Subsecretaria de Inteligência (SSINTE) capturaram, na tarde de segunda-feira, um acusado de envolvimento no homicídio do delegado Edilson Caetano, à época com 27 anos, ocorrida em julho de 1994, em Vitória, no Espírito Santo. Ele foi localizado e detido no bairro Campo Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro, onde estava escondido há mais de 20 anos

De acordo com as equipes, o homem, de 64 anos, era associado à “Scuderie Detetive Le Cocq”, uma instituição registrada como “benemérita e filantrópica”, mas que possuía envolvimento em atividades paramilitares e com o crime organizado. Ainda segundo os agentes, contra o acusado foi cumprido um mandado de prisão expedido pela 4ª vara criminal de Vila Velha, município de Espírito Santo. Segundo a delegada Carolina Salomão Albuquerque, que coordenou a ação, o crime estava prestes a prescrever.

Após a ação, o acusado foi encaminhado para o sistema prisional e ficará à disposição da Justiça.

Tráfico de drogas

Policiais civis da 55ª DP (Queimados) prenderam, na segunda-feira , um homem de 26 anos acusado de tráfico de drogas. Ele foi localizado e detido no bairro Parque Santa Eugênia, em Queimados, Baixada Fluminense, após ações de inteligência e monitoramento.

De acordo com os agentes, contra ele foi cumprido um mandado de prisão preventiva, expedido pela 1ª vara criminal de Nova Iguaçu, com base nas investigações da 52ª DP (Nova Iguaçu). Ele foi encaminhado para o sistema prisional e ficará à disposição da Justiça.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code