Polícia dominicana prende mais um suspeito de disparos contra astro do beisebol 

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Fórmula 1, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 12 de junho de 2019 as 13:43, por: CdB

Ortiz foi baleado no torso na noite de domingo em um clube noturno a céu aberto de Santo Domingo, capital da República Dominicana, seu país natal, por um atirador em uma moto.

Por Redação, com Reuters – de Santo Domingo/Tóquio

A polícia da República Dominicana prendeu na terça-feira um segundo suspeito do ataque a tiros contra David Ortiz, astro de beisebol aposentado do Boston Red Sox, noticiou o Boston Globe.

Ex-astro do beisebol David Ortiz

A prisão ocorreu enquanto Ortiz, de 43 anos, se recupera em um quarto de hospital de Boston após uma segunda rodada de cirurgias também na terça-feira, segundo sua família.

Ortiz foi baleado no torso na noite de domingo em um clube noturno a céu aberto de Santo Domingo, capital da República Dominicana, seu país natal, por um atirador em uma moto.

O amigo dele Jhoel López, um apresentador de televisão, também foi ferido pelos disparos.A polícia prendeu rapidamente um suspeito, identificado como Eddy Féliz García, que foi espancado por transeuntes no local.

Tentativa de assassinato

Féliz compareceu a um tribunal na noite de terça-feira e foi acusado de ser cúmplice na tentativa de assassinato de Ortiz. Seu advogado, Deivi Solano, disse aos repórteres diante da corte que o juiz concordou em adiar a audiência até a tarde desta quarta-feira.

A mãe de Féliz, Justina García, disse aos repórteres que as acusações contra seu filho, que continua sob custódia, são uma “mentira”.”Eles não conseguem ligá-lo a ele porque ele não é um criminoso”, afirmou.

Ortiz passou por uma primeira rodada de cirurgias em Santo Domingo na noite de domingo e depois foi levado de avião a Boston. Após mais cirurgias no Hospital Geral de Massachusetts, Ortiz se encontra “estável, desperto e descansando confortavelmente”, segundo um comunicado divulgado na terça-feira por sua esposa, Tiffany Ortiz.

Pódios de Tóquio 2020

Os medalhistas da Olimpíada de Verão do ano que vem subirão em pódios feitos de restos de plástico reciclado coletado de lares locais ou do oceano, informaram os organizadores da Tóquio 2020 na terça-feira.

A partir de 13 de junho, caixas de coleta serão instaladas em mais de 2 mil postos da rede de supermercados local AEON para que os moradores descartem quaisquer itens indesejados de plástico para o projeto dos pódios, segundo os organizadores.

Eles disseram querer coletar até 45 toneladas de plástico para fabricar os cerca de 100 pódios necessários para o evento esportivo do próximo verão. Será a primeira vez que pódios olímpicos serão feitos de material reciclado.

Os organizadores têm tentado tornar os Jogos ecológicos e um mecanismo para catalisar uma mudança sustentável no Japão, que, assim como os Estados Unidos, não assinou a Carta sobre os Plásticos no Oceano do G7 em 2018.

As medalhas dos Jogos estão sendo forjadas de metal reciclado coletado de celulares velhos e outros aparelhos eletrônicos, e os uniformes usados pelos corredores no revezamento da tocha serão feitos parcialmente com garrafas de plástico reciclado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *