Polícia Civil estoura depósito clandestino de álcool e máscaras de proteção no Rio

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 13 de agosto de 2020 as 13:07, por: CdB

Policiais da 6ª DP ( Cidade Nova) estouraram, um depósito clandestino de álcool e máscaras de proteção individual funcionando em condições insalubres em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. O material seria fornecido para diversas prefeituras do Estado.

Por Redação, com ACS – do Rio de Janeiro

Policiais da 6ª DP ( Cidade Nova) estouraram, na quarta-feira, um depósito clandestino de álcool e máscaras de proteção individual funcionando em condições insalubres em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. O material seria fornecido para diversas prefeituras do Estado. Um homem foi preso em flagrante com base na Lei dos crimes ambientais e responderá criminalmente pelo depósito de produtos perigosos ou nocivos à saúde humana ou ao meio ambiente, em desacordo com determinação legal ou regulamentar.

Polícia estoura depósito clandestino e apreende cerca de 2 mil litros de álcool e mais de 40 mil máscaras de proteção individual
Polícia estoura depósito clandestino e apreende cerca de 2 mil litros de álcool e mais de 40 mil máscaras de proteção individual

De acordo com o delegado Mauro Cesar da Silva, titular da unidade, no local foram apreendidos quase dois mil litros de álcool 70% e mais de 40 mil máscaras de proteção individual, avaliados em cerca de R$ 1 milhão. O álcool estava armazenado em local sem nenhuma estrutura para que fossem acondicionados produtos inflamáveis, sem janelas e próximo a um fogão industrial e a botijões de gás.

Ainda segundo o delegado, o galpão poderia pegar fogo a qualquer momento e causar graves danos ambientais e à população do entorno, já que se trata de uma área residencial. Já as máscaras descartáveis de proteção individual estavam em um local completamente insalubre, onde inclusive foram encontrados pequenos animais mortos.

O proprietário do depósito informou aos agentes que a empresa presta serviços a diversos órgãos públicos e que as mercadorias teriam sido adquiridas há cerca de um mês, de uma empresa de São Paulo, que importou o material da China. Ele visava a venda dos produtos aproveitando a pandemia de covid-19.

Tráfico de drogas

Policiais da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), com base em ações de inteligência prenderam em flagrante, na quarta-feira, dois homens acusados de tráfico interestadual de drogas. Eles foram localizados no bairro de Copacabana, na Zona Sul do Rio.

De acordo os agentes, a dupla mantinha em depósito dentro de casa 34 tabletes de maconha. As investigações apontaram que os presos adquiriam as drogas no estado do Paraná e as traziam em ônibus interestaduais, no interior de malas de viagens.

Ainda segundo o apurado, quando chegavam no Rio, eles repassavam as drogas, ainda em tabletes, para outros traficantes. O entorpecente, então, era fracionado para a venda direta aos usuários.

Um dos presos já possuía anotações criminais por associação ao tráfico e lavagem de dinheiro. Eles vão responder por tráfico de drogas e associação para o tráfico e serão encaminhados à SEAP, ficando à disposição da Justiça.

Furto

Policiais da 167ª DP (Parati) em conjunto com a Guarda Municipal prenderam, um homem apontado como autor de diversos furtos no Centro Histórico de Paraty. Ele foi capturado na Praça Matriz, em Paraty.

Segundo os agentes, eles chegaram até o criminoso após ações de inteligência. Ele foi capturado em flagrante com garrafas de bebidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *