Polícia faz reconstituição do assassinato de Marielle Franco

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 10 de maio de 2018 as 13:06, por: CdB

O trabalho, feito pela Polícia Civil, contou com apoio logístico das Forças Armadas. A partir das 20h, foram interditadas as ruas no entorno do local onde ocorreu o crime

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro:

A Delegacia de Homicídios da Capital (DH) fez nesta quianta-feira, no Rio de Janeiro, a reprodução simulada das mortes da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, ocorridas na noite de 14 março deste ano. A reconstituição aconteceu, no local onde ocorreu o crime, no bairro do Estácio, na Zona Central do Rio.

Marielle Franco, vereadora do PSOL na Câmara do Rio de Janeiro, foi assassinada na noite de 14 de março

O trabalho, feito pela Polícia Civil, contou com apoio logístico das Forças Armadas. A partir das 20h, foram interditadas as ruas no entorno do local onde ocorreu o crime.

Ficaram fechados os seguintes trechos: Rua Joaquim Palhares entre as Ruas Haddock Lobo e Rua Ulysses Guimarães; Rua João Paulo I, entre a Avenida Paulo de Frontin e Rua Joaquim Palhares e Rua Estácio de Sá entre a Rua Hélio Beltrão e Rua Joaquim Palhares.

Segundo a polícia, durante a reprodução, foram disparados tiros em pontos específicos para análise da perícia. Por isso, toda a área foi bloqueada para o acesso de pedestres e veículos. Por questões de segurança, os moradores da região só puderam acessar as ruas bloqueadas após serem autorizados pelos policiais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *