Polícia Federal faz ação contra grupo que enviava africanos aos EUA

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, São Paulo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 20 de agosto de 2019 as 13:46, por: CdB

A Polícia Federal cumpriu três mandados de prisão na manhã desta terça-feira em uma operação contra o contrabando de pessoas na cidade de São Paulo.

Por Redação, com Reuters – de São Paulo

A Polícia Federal cumpriu três mandados de prisão na manhã desta terça-feira em uma operação contra o contrabando de pessoas na cidade de São Paulo. Foram emitidos ainda seis mandados de busca e apreensão para endereços na capital.

PF faz ação contra grupo que enviava africanos aos Estados Unidos

A partir de uma cooperação com autoridades norte-americanas, a investigação, iniciada em julho de 2018, identificou um esquema para enviar estrangeiros de São Paulo para os Estados Unidos. A interceptação de telefones e e-mails mostrou que o grupo falsificava vistos e passaportes brasileiros em países da África Oriental.

As pessoas eram levadas para São Paulo, de onde eram enviadas para Rio Branco (AC) para fazer a travessia para o Peru. Eles prosseguiam, então, por via terrestre, até a fronteira do México com os Estados Unidos.

Entre os imigrantes que teriam sido enviados aos Estados Unidos estão dois somalis presos pela polícia norte-americana sob a suspeita de terrorismo.

Cigarros contrabandeadas

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), da Polícia Federal (PF) e soldados do Exército estouraram na madrugada de domingo um depósito de cigarros contrabandeados do Paraguai, no município de Francisco Alves, região noroeste do Paraná.

No local, foram apreendidos cerca de 1,5 milhão de carteiras de cigarro, cujo valor de mercado corresponde a cerca de R$ 7,5 milhões. Segundo a assessoria da PRF, esta é uma das maiores apreensões de cigarro realizadas nos últimos anos no Paraná.

O material apreendido foi encontrado em um acampamento escondido em meio à vegetação, próximo ao Rio Piquiri. No local, havia uma estrutura de apoio formada por alojamento, espaço para estocar mantimentos e roupas, além de uma pequena horta.

Um rapaz de 21 anos de idade foi preso em flagrante e um adolescente de 15 anos, apreendido. De acordo com a PRF, os dois declararam ter sido contratados para descarregar embarcações e carregar veículos, além de vigiar a carga ilícita.

Do total de 1,5 milhão de carteiras apreendidas, 500 mil estavam no semirreboque de um caminhão frigorífico, que também foi apreendido. O restante ainda estava depositado no próprio acampamento.

O crime de contrabando prevê uma pena de dois a cinco anos de prisão. A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia da Polícia Federal em Guaíra. O adolescente foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil, no mesmo município.

A ocorrência desta madrugada faz parte da Operação Hórus, coordenada pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A operação, que reúne diversos órgãos de segurança pública, tem como objetivo impedir a entrada de drogas, cigarros, armas e munições pelas fronteiras do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *