Polícia Federal desarticula grupo que fraudava licitações públicas na Paraíba

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 30 de abril de 2019 as 11:13, por: CdB

As ações policiais contaram também com a participação de auditores da Controladoria-Geral da União (CGU) e de procuradores do Ministério Público Federal.

Por Redação, com ABr – de São Paulo

A terceira fase da Operação Recidiva foi deflagrada nesta terça-feira pela Polícia Federal (PF), com o objetivo de desarticular uma organização criminosa responsável por fraudar licitações em diversos municípios da Paraíba.

PF desarticula grupo que fraudava licitações públicas na Paraíba

Por determinação judicial, expedida pela 14ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Patos, os investigadores tiveram acesso a dados bancários, fiscais e telefônicos dos suspeitos, que comprovaram o envolvimento de empresa de fachada na execução de obras públicas, com valores de mais de R$ 5 milhões.

Os policiais federais cumpriram desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira 12 mandados de busca e apreensão nas prefeituras dos municípios de Bayeux, Emas, Mogeiro e Patos; em sete endereços dos investigados; na sede de uma construtora em Mogeiro; e em uma casa lotérica no município de Salgado de São Félix.

As ações policiais contaram também com a participação de auditores da Controladoria-Geral da União (CGU) e de procuradores do Ministério Público Federal. Segundo a PF, os investigados devem responder por fraude licitatória, corrupção, lavagem de dinheiro, organização criminosa, entre outros crimes.

– O nome da Recidiva, significa reaparecimento, recaída, reincidência, fazendo alusão à prática reiterada do cometimento dos mesmos crimes e do mesmo modus operandipelos investigados, que já foram objeto de ações semelhantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *