Polícia Federal faz operação contra fraudes na compra de medicamentos

Arquivado em: Destaque do Dia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 22 de janeiro de 2020 as 11:50, por: CdB

Segundo investigações do Ministério Público Federal, foram desviados mais de R$ 600 mil dos cofres públicos durante as operações de compra de medicamentos pelo município.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

Policiais federais cumpriram nesta quarta-feira seis mandados de busca e apreensão em operação contra fraudes na compra de medicamentos pelo município de Nova Friburgo, na região serrana Fluminense. Os mandados estão sendo cumpridos no próprio município, além das cidades do Rio de Janeiro, São Gonçalo e Niterói.

Mandados são cumpridos em Nova Friburgo, Rio, São Gonçalo e Niterói
Mandados são cumpridos em Nova Friburgo, Rio, São Gonçalo e Niterói

Segundo investigações do Ministério Público Federal, foram desviados mais de R$ 600 mil dos cofres públicos durante as operações de compra de medicamentos pelo município.

A Operação Carona de Duque visa a desarticular o grupo criminoso responsável pelas compras fraudulentas e conta com o apoio da Controladoria-Geral da União (CGU).

Homicídio qualificado

Policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) após diligências prenderam na terça-feira dois homens acusados de homicídio qualificado. Eles, com mais dois outros homens, são suspeitos de praticarem homicídio contra Alexandre Araújo de Brito, na Rodovia Presidente Dutra, em 18 de outubro de 2019.

A vítima passava com seu carro na rodovia quando foi executada com mais de 30 disparos de arma de fogo. De acordo com as investigações os autores do crime seriam integrantes de um grupo criminoso que disputava a expansão de suas atividades de segurança no bairro Cerâmica, em Nova Iguaçu.

Durante as diligências realizadas pela delegacia especializada foram ainda localizados pontos utilizados pelo grupo criminoso para clonar, desmontar e cortar veículos roubados, furtados ou obtidos através do famoso “tombo de seguro”.

Nesses locais foram encontrados aproximadamente cem carros, carcaças, placas e peças diversas de veículos produto de crime. Em um dos sítios no Município de Nova Iguaçu, utilizado pelo grupo, além de carcaças foi encontrada uma ossada de uma vítima tida como desaparecida. Em outro sítio, em Nova Iguaçu, foi apreendida uma arma de fogo e localizados 2 veículos roubados que seriam cortados e desmontados.

Segundo as investigações ainda existem indícios de que os suspeitos pretendiam criar e expandir uma milícia no local, pois já haviam assumido a segurança de um conjunto habitacional estilo “minha casa, minha vida”, através de uma empresa constituída em seus próprios nomes, a fim de dar aspecto de legalidade ao serviço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *