Polícia diz que grupo de mensagens da milícia carioca tinha 500 membros

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 14 de julho de 2020 as 11:53, por: CdB

Policiais prenderam dois suspeitos de integrar a organização criminosa. Eles eram os responsáveis por administrar o grupo de mensagens por celular, que avisava, em tempo real, ao grupo criminoso sobre a movimentação da polícia na região.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

Uma investigação da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil descobriu que uma milícia que atua em Santa Cruz, na Zona Oeste do do Rio de Janeiro, mantinha um grupo de mensagens instantâneas para alertar membros da quadrilha sobre operações policiais. O grupo virtual tinha cerca de 500 participantes.

Grupo de mensagens de milícia carioca tinha 500 membros
Grupo de mensagens de milícia carioca tinha 500 membros

Policiais prenderam na segunda-feira dois suspeitos de integrar a organização criminosa. Eles eram os responsáveis por administrar o grupo de mensagens por celular, que avisava, em tempo real, ao grupo criminoso sobre a movimentação da polícia na região.

Eles foram presos em flagrante quando tentavam informar ao grupo sobre uma ação policial e responderão por associação criminosa na forma de milícia.

Tirol

Em outra operação, na noite anterior, a Delegacia de Homicídios da Capital prendeu um suspeito de chefiar a milícia que atua na comunidade Tirol, em Jacarepaguá, também na Zona Oeste da cidade.

O grupo é acusado da prática de homicídios, extorsões a moradores e comerciantes e de cobrança por serviços como TV a cabo clandestina e venda ilegal de gás.

Roubo

Policiais da 79ª DP (Jurujuba) prenderam, na segunda-feira, um integrante de uma organização criminosa especializada em roubos de cargas em Niterói e São Gonçalo.

O criminoso foi preso no bairro Maria Paula, quando comemorava seu aniversário. Contra ele, foram cumpridos mandados de prisão por roubo majorado, estelionato e corrupção de menores.

De acordo com o delegado titular da unidade, Gabriel Ferrando, as prisões de integrantes de quadrilhas que roubam na região representam grande importância no combate aos crimes contra o patrimônio nos municípios de Niterói e São Gonçalo. Esta é a quinta prisão de roubadores que acontece em duas semanas. Entre os criminosos, estão integrantes de quadrilhas de roubos a residências, a veículos e transeuntes.

“O trabalho incessante da delegacia em prender estes criminosos impacta, diretamente, nos índices de criminalidade. Cada preso representa um número significativo de crimes que deixarão de acontecer”, afirmou o titular.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *