Polícia identifica suspeitos de envolvimento em latrocínio de PM no Rio

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 14 de dezembro de 2020 as 13:48, por: CdB

Dois adolescentes foram apreendidos e dois maiores presos em flagrante por policiais militares do Batalhão de Choque por envolvimento com tráfico de drogas. Com eles foram apreendidas grande quantidade de drogas e duas pistolas, uma delas com kit rajada.

Por Redação, com ACS – do Rio de Janeiro

Dois adolescentes foram apreendidos e dois maiores presos em flagrante por policiais militares do Batalhão de Choque por envolvimento com tráfico de drogas. Com eles foram apreendidas grande quantidade de drogas e duas pistolas, uma delas com kit rajada.

Polícia Civil identifica suspeitos de envolvimento em latrocínio de policial militar
Polícia Civil identifica suspeitos de envolvimento em latrocínio de policial militar

Na Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), os investigadores ouviram os envolvidos e descobriram que um deles participou do latrocínio do PM do Batalhão de Choque, David da Silva Santos, ocorrido no dia 15 de outubro deste ano, na Avenida Leonel de Moura Brizola, em Duque de Caxias.

Segundo o titular da DHBF, delegado Uriel Alcântara Machado, os adolescentes apreendidos confessaram participação no latrocínio. Os dois homens presos também afirmaram que a dupla matou o policial militar.

De acordo com as investigações, no dia do crime, os dois adolescentes saíram da comunidade Roseiral, em Belford Roxo, por volta de 5 horas, com um simulacro de arma para roubar pessoas na rua e nos pontos de ônibus. A dupla encontrou a vítima dormindo dentro do carro.

Um dos adolescentes chegou pelo lado do motorista, viu a arma de David da Silva Santos, pegou e atirou na cabeça dele. Em seguida, abriram a porta do veículo, empurraram o corpo e fugiram, abandonando o veículo depois próximo ao Lote XV. Os acusados também informaram que a pistola do policial militar está com um dos chefes do tráfico de drogas no Roseiral.

Detidos gravaram vídeo exibindo armas

O grupo detido era investigado por suspeita de envolvimento em crimes cometidos na Baixada Fluminense, principalmente relacionados ao tráfico de drogas. Inclusive, os suspeitos gravaram um vídeo com armas em mãos. De acordo com investigações da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), as duas pistolas que aparecem no vídeo foram apreendidas pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar.

Três pessoas, entre menores e maiores, que aparecem na filmagem estão presas. Um dos adolescentes que aparece na filmagem é acusado de envolvimento no latrocínio de David da Silva Santos e foi apreendido. Os demais são apontados por envolvimento no tráfico de drogas na Baixada Fluminense.

Morte de sargento da Marinha

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), realizaram, na manhã desta segunda-feira, diligências na Comunidade de Vila Aliança, em Bangu, na Zona Oeste.

O objetivo era cumprir cinco mandados de busca e apreensão domiciliares e dois mandados de prisão temporária contra um homem e uma mulher suspeitos de serem os autores do homicídio do sargento Roberto Nascimento da Costa Júnior, da Marinha do Brasil, ocorrido em março deste ano.

Segundo as investigações, a mulher foi casada com a vítima, com quem possui um filho. Ela seria a mandante do homicídio, praticado com o objetivo de se beneficiar da pensão previdenciária do militar e receber um seguro de vida contratado pela vítima. Segundo as investigações, o autor do crime teria sido o atual namorado dela.

Até o momento, os dois não foram encontrados, sendo considerados foragidos da Justiça. Policiais civis continuam realizando diligências para capturar os suspeitos.