Polícia identifica suspeitos de furtar medalha de matemático no Rio

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 2 de agosto de 2018 as 12:04, por: CdB

A medalha, guardada na pasta do iraniano, teria sido furtada depois que a pasta ter sido deixada sozinha em cima de uma mesa

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro:

A Polícia Civil identificou dois suspeitos de furtarem a medalha Fields, recebida pelo matemático iraniano Caucher Birkar, em cerimônia na quarta-feira no Rio de Janeiro.

Caucher Birkar, que teve sua medalha furtada, ao lado do ministro da Educação

A honraria internacional, considerada um Prêmio Nobel da Matemática, foi entregue durante abertura do Congresso Internacional de Matemática, no Riocentro, a quatro cientistas que se destacaram neste ramo de conhecimento nos últimos quatro anos.

A medalha, guardada na pasta do iraniano, teria sido furtada depois que a pasta ter sido deixada sozinha em cima de uma mesa. Ao perceber o sumiço da pasta, o iraniano chamou os seguranças, que encontraram posteriormente a pasta em outro lugar, sem a medalha.

Medalha vale R$ 16 mil

A medalha Fields é toda feita de ouro, de 14 quilates, e vale cerca de R$ 16 mil. Foi a primeira vez que o Brasil sediou a cerimônia de entrega da honraria.

A Delegacia de Atendimento ao Turista (Deat) e a Delegacia do Recreio, bairro onde fica o Riocentro, divulgaram as imagens dos dois suspeitos e estão fazendo diligências para localizá-los.

Além de Birkar, foram premiados ontem o indiano Akshay Venkatesh, o italiano Alessio Figalli e o alemão Peter Scholze.

Milicianos

Policiais da Delegacia de Itaguaí fizeram nesta quinta-feira uma operação para prender milicianos que atuam na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Os suspeitos, considerados violentos pela polícia, são investigados por diversos crimes como homicídios, adulteração de veículos, receptação, porte de armas, roubos e tráfico de drogas.

Agentes que participam da ação – denominada Operação Freedom, operam nos bairros de Campo Grande, Cosmos, Santa Cruz, Paciência e na cidade de Itaguaí, Região Metropolitana do Rio.

Equipes de todos os departamentos de polícia estão auxiliando na operação, com o objetivo de cumprir os mandados de prisão e de busca e apreensão contra os milicianos.