Polícia prende integrantes de organização criminosa de milícia em Nova Iguaçu

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 20 de maio de 2020 as 14:54, por: CdB

Policiais realizaram, na manhã desta quarta-feira, uma operação para cumprir mandados de prisão e busca e apreensão contra uma organização criminosa de milícia que atua no município de Nova Iguaçu.

Por Redação, com ACS – do Rio de Janeiro

Policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) realizaram, na manhã desta quarta-feira, uma operação para cumprir mandados de prisão e busca e apreensão contra uma organização criminosa de milícia que atua no município de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Até o momento nove pessoas foram presas e uma arma apreendida.

DHBF prende integrantes de organização criminosa de milícia que atua em Nova Iguaçu
DHBF prende integrantes de organização criminosa de milícia que atua em Nova Iguaçu

Os mandados foram expedidos a partir de inquérito da especializada que apura a atuação da organização criminosa. As investigações constataram que a quadrilha é responsável por diversos homicídios, extorsões, roubos de veículos, entre outros crimes.

Distribuidora de sinal de Internet

Durante operação para apurar e combater as atividades de organizações criminosas de milícia, policiais da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas e Inquéritos Especiais (DRACO) interditaram, nesta quarta-feira, uma distribuidora de sinal de Internet em Campo Grande, na Zona Oeste.

No local, que tinha autorização para funcionar, foi encontrado maquinário de origem ilícita de empresas que fornecem o serviço legalmente, avaliado em aproximadamente R$ 500 mil. Um sócio do estabelecimento foi autuado em flagrante por receptação.

De acordo com os agentes, a empresa atende mais de três mil clientes na Zona Oeste da cidade, sendo considerada de grande porte. As investigações continuam para apurar eventual crime de lavagem de dinheiro e a relação do estabelecimento com grupos milicianos locais.

Médico psiquiatra

Policiais da 71 DP (Itaboraí) prenderam na manhã, desta quarta-feira, um médico psiquiatra acusado de estuprar uma paciente de apenas 11 anos. Ele foi capturado em sua clínica, Itaboraí em cumprimento a mandado de prisão por estupro de vulnerável e violação sexual mediante fraude.

De acordo com a delegada Norma Lacerda, titular da unidade, a investigação apontou que o psiquiatria de 47 anos se aproveitava da condição de médico para praticar os crimes. Ele foi denunciado ainda por violação sexual mediante fraudes contra outras quatro pacientes mulheres com idades entre 18 e 23 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *