Polícia investiga assassinato de família boliviana em São Paulo

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, São Paulo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 9 de janeiro de 2019 as 13:37, por: CdB

Segundo o relato do dono do imóvel onde estavam os corpos, a casa foi alugada para o marido da irmã de uma das vítimas. Esse homem ainda não foi localizado pela polícia.

Por Redação, com ABr – de São Paulo

A Polícia Civil investiga o assassinato de uma família de bolivianos encontrados mortos na noite de terça-feira em Itaquaquecetuba, município a leste da Grande São Paulo. A Polícia Militar foi ao local a partir de uma denúncia. Dentro da casa, encontrou em sacos plásticos os corpos de Jesus Reynaldo Condori, de 39 anos, a esposa, Irma Morante Tanizo, de 38 anos e o filho do casal, Abner Morante Condori, de oito anos.

A Polícia Civil investiga o assassinato de uma família de boliviano

Segundo o relato do dono do imóvel onde estavam os corpos, a casa foi alugada para o marido da irmã de uma das vítimas. Esse homem ainda não foi localizado pela polícia.

O caso está sendo investigado pelo 1º Distrito Policial de Itaquaquecetuba. Segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública de São Paulo, já foram ouvidas testemunhas e estão sendo feitas buscas para prender o suspeito de cometer o crime.

SP tem nove pontos de alagamento

A forte chuva que atingiu a capital paulista na terça-feira deixou quase toda a cidade em estado de atenção para alagamentos, segundo informações do Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE) da prefeitura. Por volta das 17h30, a cidade tinha nove pontos de alagamentos, sendo oito deles intransitáveis.

Apenas a zona norte não enfrenta consequências do temporal. As regiões do Ipiranga, Aricanduva e Itaquera, na zona leste, estão em estado de alerta. Houve transbordamento do Rio Aricanduva, na proximidade da Avenida Itaquera por volta das 16h30.

Os alagamentos ocorrem nas proximidades da Praça da Bandeira, no centro; na Avenida Aricanduva e na Rua Bresser, ambas na Mooca; em três pontos da Avenida Luiz Inácio de Anhaia Melo, na Vila Prudente; e nas Avenidas Lacerda Franco e Avenida Tereza Cristiana, ambas no Ipiranga. Na Avenida Rio Branco, no centro, o ponto de alagamento ainda permite o trânsito de carros.

De acordo com o CGE, áreas de instabilidade formadas pelo calor e a entrada da brisa marítima permanecem influenciando o clima na capital com forte intensidade e lento deslocamento. O radar meteorológico mostrava, por volta das 17h30, chuva fraca na zona leste e precipitação forte nas zonas oeste, sudeste, sul e centro. O tempo segue instável, alertou o órgão.

Foi registrada queda de granizo no bairro Consolação, na região central, Ipiranga, zona sudeste, e Vila Prudentes, na zona leste. Houve também rajada de ventos nas proximidades do Aeroporto de Guarulhos por volta das 16h, com velocidade de aproximadamente 40 quilômetros por hora (km/h).

Segundo a assessoria de imprensa do aeroporto, os voos estão decolando normalmente e a operação ocorre normalmente no visual, sem ajuda de aparelhos. Por volta das 18h, haviam três voos atrasados na partida, de um total de 277, desde a 0h de hoje.

A previsão para esta quarta-feira foi de sol, calor e pancadas de chuva com forte intensidade entre a tarde e o início da noite. A temperatura permanece elevada, com mínima de 22°C e máxima de 34°C. Nesta quinta-feira, o cenário não deve mudar. “O sol aparece, faz calor e as pancadas de chuva acontecem durante a tarde de forma isolada e rápida”, preveem os meteorologistas do CGE. Os termômetros oscilam entre 22°C ao amanhecer e 33°C à tarde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *