Polícia investiga denúncia de sacrifício de criança na Bolívia

Arquivado em: América Latina, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado domingo, 11 de novembro de 2018 as 12:16, por: CdB

Jhoel Deyvert Condori Aliaga desapareceu em setembro em uma praça da cidade de Pusillani, de acordo com os pais, Sonia Aliaga e Nolberto Condori.

Por Redação, EFE – de La Paz

A Polícia da Bolívia investiga a denúncia do suposto sequestro de uma criança de 8 anos que pode ter sido sacrificada por mineradores em um ritual em um jazida de ouro no departamento de La Paz.

A Polícia da Bolívia investiga a denúncia do suposto sequestro de uma criança de 8 anos

Jhoel Deyvert Condori Aliaga desapareceu em setembro em uma praça da cidade de Pusillani, de acordo com os pais, Sonia Aliaga e Nolberto Condori.

– Dizem que colocaram o meu filho chorando em um carro e o levaram à mina. Os investigadores falaram agora que ele foi sacrificado vivo na mina – disse a mãe.

Os atores do sequestro aparentemente são mineradores de Cosñipata, que supostamente levaram a criança até à mina de Santa Bárbara, onde ela foi enterrada viva como oferenda para a prosperidade dos trabalhos.

– A Polícia tem alguns dados que indicam que o menor teria sido oferecido em um ritual em uma mina – afirmou ao canal ATB a chefe da Divisão de Tráfico da Força Especial de Luta contra o Crime de La Paz, Gabriela Coca.

A Polícia, que está coordenando a investigação com a Promotoria, informou que irá colher depoimentos de pessoas que trabalham no local e analisar dados preliminares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *