Polícia de Israel prende 320 pessoas por violação de isolamento em festival judeu

Arquivado em: Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 13 de maio de 2020 as 12:49, por: CdB

A polícia de Israel prendeu 320 pessoas em um festival judeu que homenageia um sábio da antiguidade depois que fiéis se revoltaram contra restrições do coronavírus que os impediram de ter acesso ao túmulo dele, disseram agentes nesta quarta-feira.

Por Redação, com Reuters – de Jerusalém

A polícia de Israel prendeu 320 pessoas em um festival judeu que homenageia um sábio da antiguidade depois que fiéis se revoltaram contra restrições do coronavírus que os impediram de ter acesso ao túmulo dele, disseram agentes nesta quarta-feira.

Judeus ultra-orthodoxos acendem fogueira em um tanque durante Lag Ba-Omer, no bairro de Mea Shearim, em Jerusalém
Judeus ultra-orthodoxos acendem fogueira em um tanque durante Lag Ba-Omer, no bairro de Mea Shearim, em Jerusalém

Embora muitos rabinos renomados tenham apoiado as limitações adotadas por Israel às aglomerações públicas para evitar o contágio, alguns judeus ultraortodoxos se ressentem do transtorno causado em sítios religiosos.

Lag Ba-Omer

Um dos destaques do festival anual Lag Ba-Omer, que aconteceu na terça-feira, é a tumba do místico do século 2 Shimon Bar Yochai, que se localiza no norte do país e costuma atrair milhares de fiéis para orações, danças e cantos ao redor de fogueiras que atravessam a noite.

A polícia disse que desta vez dezenas de pessoas tentaram entrar no local onde está o túmulo, uma violação das restrições do coronavírus, e que na repressão que se seguiu centenas mais entraram em confronto com policiais e os atingiram com objetos, o que levou a detenções em massa.