Polícia italiana prende mafioso foragido há quase 15 anos

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 23 de fevereiro de 2022 as 13:43, por: CdB

 

O homem, que é filho do chefão da Secondigliano Camorra, Paolo Di Lauro, é acusado de ter participado com outras três pessoas do assassinato de Domenico Riccio, membro do clã mafioso Abbinante, que foi morto em sua própria tabacaria, e de Salvatore Gagliardi, uma vítima inocente.

Por Redação, com ANSA – de Roma

A polícia da cidade de Castello di Cisterna, na Itália, prendeu na terça-feira Ciro Di Lauro, filho do chefe de um clã mafioso de Nápoles e que estava foragido há quase 15 anos. Ele é suspeito de ter cometido dois assassinatos em 2004.

Polícia italiana conseguiu prender mafioso depois de quase 15 anos

O homem, que é filho do chefão da Secondigliano Camorra, Paolo Di Lauro, é acusado de ter participado com outras três pessoas do assassinato de Domenico Riccio, membro do clã mafioso Abbinante, que foi morto em sua própria tabacaria, e de Salvatore Gagliardi, uma vítima inocente.

As outras três pessoas que participaram do crime ocorrido em novembro de 2004 também já estão detidas, são elas: Giovanni Cortese, Salvatore Petriccione e Ciro Barretta.

Chefão do clã mafioso

Paolo, chefão do clã mafioso, está preso desde 2005 e cumpre uma pena de 29 anos de detenção. Ele teve 10 filhos e quase todos possuem envolvimento com o crime organizado, mas os mais conhecidos são Cosimo, Vincenzo, Marco e Ciro.

– Cosimo não reclamou de forma alguma do fato de que uma segunda pessoa tenha sido assassinada naquele evento porque era o período em que quanto mais pessoas se matavam, mais Cosimo estava feliz – disse Salvatore Tamburrino, homem de confiança de Ciro, preso pelo assassinato da própria esposa em 2019 e que colabora com a Justiça italiana.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code