Polícia deflagra operação de combate à exploração sexual infantil

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 18 de fevereiro de 2020 as 13:50, por: CdB

Uma operação com o objetivo de identificar autores de abuso e exploração sexual infantil, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, foi deflagrada nesta terça-feira.

Por Redação, com Reuters – de Brasília

Uma operação com o objetivo de identificar autores de abuso e exploração sexual infantil, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, foi deflagrada nesta terça-feira com o envolvimento das policias civis de 12 Estados e ainda autoridades de países como Colômbia, Estados Unidos, Paraguai e Panamá, informou a pasta em nota.

Operação coordenada pelo Ministério da Justiça combate pedofilia em 12 Estados e quatro países
Operação coordenada pelo Ministério da Justiça combate pedofilia em 12 Estados e quatro países

No Brasil a Operação Luz na Infância 6 ocorre em Alagoas, Acre, Ceará, Rio de Janeiro, Goiás, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Piauí e Santa Catarina. Ao todo, segundo a pasta, estão sendo cumpridos, no Brasil e nos quatro países, 112 mandados de busca e apreensão de arquivos com conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual praticados contra crianças e adolescentes.

A Operação Luz na Infância 6

A Operação Luz na Infância 6 conta com a colaboração da embaixada dos Estados Unidos no Brasil, por meio da Adidância da Polícia de Imigração e Alfândega em Brasília.

No Brasil, segundo o ministério, a pena para quem armazena conteúdo de pedofilia varia de 1 a 4 anos de prisão, de 3 a 6 anos pelo compartilhamento e de 4 a 8 anos de prisão pela produção de conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual.

A operação Luz na Infância, que está na sexta fase, vem ocorrendo desde outubro de 2017 com o cumprimento de mandados de busca e apreensão e prisões em unidades da federação do Brasil e também no exterior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *