Polícia faz operação contra milícia na Muzema

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 2 de maio de 2019 as 12:15, por: CdB

A meta é buscar documentos e computadores para auxiliar no inquérito sobre o desabamento de dois prédios na comunidade, no dia 12 de abril, o que deixou 24 mortos.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

Policiais civis fizeram nesta quinta-feira uma operação contra a milícia que atua na Muzema, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Desabamento de dois prédios na Muzema causou 24 mortes e deixou moradores feridos

A meta é buscar documentos e computadores para auxiliar no inquérito sobre o desabamento de dois prédios na comunidade, no dia 12 de abril, o que deixou 24 mortos.

Entre os endereços que estão sendo alvo da operação desta quinta-feira está a Associação de Moradores da Muzema.

A ação é coordenada pela Delegacia da Barra da Tijuca (16ª DP), responsável pelo inquérito dos desabamentos, em parceria com a Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), responsável pelas investigações contra milícias no Rio.

Os prédios que desabaram eram ilegais, ou seja, não tinham autorização da prefeitura para ser construídos.

As obras chegaram a ser embargadas em novembro do ano passado, mas isso não impediu que seus apartamentos fossem ocupados. A polícia busca os responsáveis pelas construções.

Vários outros prédios ilegais, construídos na região, serão demolidos. Segundo a prefeitura, 16 deles serão demolidos para a construção de um parque.

Apreensões de droga

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, nos quatro primeiros meses de 2019, 6,2 toneladas de drogas nas rodovias federais que cortam o Estado do Rio de Janeiro. Isso significa sete vezes mais do que o apreendido no mesmo período do ano passado (897 quilos).

O órgão também divulgou estatísticas sobre as prisões em relação ao mesmo período do ano anterior. De janeiro a abril, os agentes prenderam 42 pessoas pelo crime de tráfico de entorpecentes.

A maior parte das apreensões (5,6 toneladas) é de maconha. Somente na última semana, de acordo com a PRF, mais de 700 quilos da droga foram apreendidos.

A principal rota utilizada pelos traficantes é a Rodovia Presidente Dutra (BR-116), tendo como principal destino a cidade do Rio de Janeiro, onde a droga abastece os pontos de venda no varejo.

Vazamento de combustível

A Polícia Civil prendeu na manhã de  quarta-feira um suspeito de participar da tentativa de furto de combustível, que resultou em um vazamento de gasolina em Parque Capivari, em Duque de Caxias, no dia 27 de abril. O jovem de 21 anos é suspeito de integrar um grupo miliciano, que seria o responsável pelo furto do combustível do duto da Petrobras.

O vazamento deixou pelo menos três pessoas feridas, entre elas uma menina de nove anos, que teve 80% de seu corpo queimado pelo combustível e está internada em estado grave.

O mandado de prisão temporária foi expedido pelo Plantão Judiciário. O suspeito responderá por tentativa de homicídio qualificado, furto duplamente qualificado, constituição de milícia privada, crime contra a ordem econômica e crime contra o meio ambiente. As investigações prosseguem para tentar identificar outros suspeitos.

Segundo a Polícia Civil, durante a tentativa do furto do combustível, ao furar o duto, o líquido jorrou a uma altura de dez metros, em alta temperatura. Várias pessoas tiveram que ser evacuadas de suas casas nas redondezas, por causa do forte cheiro e do risco de explosão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *